Após liberação estadual, Ubatuba retoma aulas presenciais sob restrições

Protocolo para volta das atividades nas escolas deve ser atendido; frequência de alunos nas classes não é obrigatória

Sala de aula vazia, uma das imagens mais marcantes durante a pandemia; Ubatuba retoma aulas presenciais (Foto: Reprodução EBC)

Bruna Silva
Ubatuba 

Dando sequência ao andamento do Plano São Paulo contra a Covid-19, Ubatuba retomou, nesta segunda-feira (19), a aula presencial na rede municipal. Todas as unidades devem voltar a receber os alunos, conforme esquematização da secretaria estadual de Educação, que prevê até 35% de frequência diária.

De acordo com o Município, os protocolos de biossegurança serão exigidos nas escolas, como uso obrigatório de máscaras, distanciamento social e higienização sistêmica das mãos. Os responsáveis asseguraram que os professores e funcionários receberam, desde o início do ano, instruções para a volta às aulas.

Para os pais que não se sentem seguros em enviar as crianças para a escola, a obrigatoriedade da frequência segue suspensa. A pasta responsável deve manter o ensino híbrido, uma mescla de presencial e remoto. A rede espera elaborar um mapeamento dos estudantes que mais precisam do ensino presencial, como os que possuem defasagem de aprendizagem, dificuldades no acesso de tecnologia, além daqueles que possuem necessidade de alimentação, saúde mental em risco e também os que os pais trabalham em serviços essenciais.

Ainda na última semana, a Educação realizou o trabalho de organização, acolhimento e instruções para os funcionários da rede municipal. Questionada sobre quantos funcionários aptos para imunização, acima de 47 anos, foram vacinados, a Prefeitura não soube precisar o número da cobertura vacinal para esta categoria.

Contaminações – De acordo com o último boletim divulgado, Ubatuba registrou 6.220 contaminações por coronavírus. Ao menos 13 estavam internados na Santa Casa e 26 em outros municípios.

Mais de cem casos seguem em investigação pela secretaria de Saúde municipal. Cerca de 12 mil, das 15,2 mil doses contra o vírus recebidas pela cidade já foram aplicadas.

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?