Guará prepara leitos de UTI no Hospital de Campanha para ampliar combate à Covid-19

Medida reforça estrutura de atendimento no local; que contava apenas com espaços para socorro de enfermaria

Leitos do Hospital de Campanha de Guará; cidade deve ampliar sete leitos de UTI para à Covid-19 (Foto: Arquivo Atos)

Fabiana Cugolo
Guaratinguetá 

O Pronto Socorro de Guaratinguetá, que durante a pandemia atua como Hospital de Campanha na cidade, vai incluir leitos de UTI (Unidade de Tratamento Intensivo) no atendimento. Sete unidades serão instaladas. A medida é de prevenção, caso haja necessidade de novas internações pela doença.

Para a inclusão de leitos de UTI em hospitais e unidades de pronto atendimento é necessária a instalação de um compressor, para a emissão de um laudo técnico. Segundo a secretária de Saúde do munícipio, Maristela Macedo, a instalação já foi concluída e o técnico realizará a vistoria nesta terça-feira (18).

Outra fase do processo de abertura de leitos é a contratação de profissionais de saúde. Atualmente, a equipe médica contratada está em caráter temporário, por 30 dias, com perspectiva de prorrogação por mais um mês. A previsão é de que a Prefeitura faça uma nova licitação estendendo o prazo até dezembro. “Depois desses passos técnicos, estamos aptos a abrir os leitos, porque não queremos viver novamente o esgotamento que vivemos há vinte dias. É uma precaução para que ninguém fique esperando”, explicou a secretária.

De acordo com o último boletim da Covid-19 publicado pela Prefeitura de Guaratinguetá, na segunda-feira (17), os números das internações, incluindo SUS (Sistema Único de Saúde), particulares e convênios são 53,6% em enfermaria e 86,9% em UTI. Somente SUS são 64% na enfermaria e 96% em UTI.

Os números da vacinação em Guará mostram mais de 41 mil doses aplicadas, o que representa 22% da população. Já são 27.719 primeiras doses e 14.107 segundas doses. A imunização segue sendo feita com a vacina Oxford-AstraZeneca, com exceção das gestantes, que recebem a Coronavac.

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?