Canas amplia atendimento social após fim do limite para compra de cestas básicas

Ação garante assistência a 766 famílias em alta vulnerabilidade; Município era limitado à aquisição de cem unidades por mês

Atendimento assistencial durante a pandemia em Canas; cidade liberada para mais compras (Foto: Reprodução PMC)

Marcelo Augusto dos Santos
Canas

A Prefeitura de Canas já trabalho sob a tutela da nova lei que alterou a legislação que limitava o Município à compra de até cem cestas básicas por mês e fixava um único dia para que as famílias em situação de vulnerabilidade fizessem o pedido da cesta básica.

O projeto foi aprovado no dia 20 de abril. Dos noves vereadores, sete votaram a favor da nova lei que possibilita o aumento de cestas básicas: Téo (PTB), Edison Nenê (MDB), Nando (PDT), Mira (PSDB), Mauro Lopes (Republicanos), Laerte Zanin (PTB), Lucimar Amaral (PSD). Já os edis Alceu Junior (MDB) e Chico Mineiro (PDT) votaram contra a proposta.

De acordo com dados da Diretoria de Assistência Social de Canas, a cidade possui 766 famílias cadastradas, sendo 482 em situação de extrema pobreza e vulnerabilidade social, e apenas 407 dessas recebem o auxílio do Bolsa Família do Governo Federal.

Mas ainda segundo a Prefeitura, os dados não representam a realidade, pois devido à pandemia do novo coronavírus, o cadastro e atualização do CadÚnico haviam sido paralisados, sendo retomados no início de janeiro, paralisado novamente durante a fase emergencial e retomado em abril, desta vez com atendimentos remotos por Whatsapp (12 99139-8381) e telefone (12 3151-6000).

O grupo de pessoas com maior grau de vulnerabilidade também está sendo atendido na sede da diretoria que fica na avenida 22 de Março, nº 369, no Centro.

A chefe do Executivo, Silvana Zanin (PDT), lembrou que quando foi diretora de Assistência Social em Canas, até 2014, as doações de cestas básicas já eram de até 120 cestas ao mês. “Seis anos se passaram, o número de habitantes em Canas aumentou, a pandemia veio e comprometeu a renda familiar de muitas pessoas, e o amparo social não progrediu”, explicou.

Para a prefeita, a ajuda social e a segurança alimentar dos moradores de Canas deve ser prioridade. “O meu compromisso sempre foi com o social. Trabalho todos os dias para garantir que as famílias tenham comida na mesa e acesso aos serviços públicos cada vez melhores”, afirma.

A Assistência Social e o Fundo Social de Solidariedade também estão fazendo campanhas para a arrecadação de alimentos. Os interessados em ajudar devem entrar em contato pelo telefone (12) 3151-6000.

Na semana passada foram recebidas 160 cestas do Governo do Estado, e a Empresa Lorenfer de Lorena que fez a doação de cem cestas, às famílias carentes do município sejam assistidas.

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?