Sem atendimento em Cachoeira, jovem tem aborto em casa

Gravidez de quatro meses foi interrompida após gestante ser dispensada; Jennifer passou ainda por Lorena

A Santa Casa de Cachoeira Paulista; jovem de 21 teve gravidez interrompida por falta de atendimento (Foto: Arquivo Atos)
A Santa Casa de Cachoeira Paulista; jovem teve gravidez interrompida por falta de atendimento (Foto: Arquivo Atos)

Jéssica Dias
Cachoeira Paulista

O sonho de ser mãe da cachoeirense Jennifer Luane, 21 anos, acabou quando a jovem teve a gravidez de quatro meses interrompida devido à falta de atendimento na saúde regional. O caso foi mais um entre as falhas no sistema público de Cachoeira Paulista.

A jovem procurou atendimento na Santa Casa da cidade, no último dia 25, após sentir fortes dores e sangramento. Sem condições de assistência, ela foi encaminhada para Lorena.

“Chegando lá, o médico me atendeu e perguntou onde eu sentia dor. Quando falei, ele me perguntou se eu tinha feito exame de sangue para confirmar a gravidez. Disse que sim. Então ele me pediu para deitar. O médico continuou sentado e a enfermeira ajudante fez o toque e disse que eu estava com sangramento bem fraco no fundo e estava fechado”, relatou a mãe.

Após atender Jennifer, o médico explicou que não poderia afirmar o estado do bebê sem um exame de ultrassom. O primeiro exame de Jennifer estava marcado para o dia 30 de outubro. “O médico disse que ia adiantar o ultrassom, dando a receita para eu procurar o atendimento o quanto antes. Disse que ele não sabia me dizer, a não ser que estava favorável”, contou Jennifer.

Segundo a mãe de 21 anos, ela recebeu soro e Buscopam para aliviar a dor, e foi dispensada. “De madrugada a dor voltou, lá pelas 2h30. Ia e voltava toda hora. Assim que amanheceu, pedi para o meu sogro me levar no domingo, às sete da manhã, na Santa Casa de Cachoeira, porque estava com uma dor muito mais forte e sangrando”.

Chegando novamente no hospital de Cachoeira, a recepcionista, segundo a paciente, teria dito que ali não tinha setor para atender a gestante, e que a única maneira era transferência de novo para Lorena.

“Eu falei que o médico pediu ultrassom. Ela (recepcionista) disse que lá não faz ultrassom, só particular. Eu ainda teimei e disse que sim, porque a minha de outubro estava marcado para fazer na Santa Casa de Cachoeira Paulista. E então ela pegou minha receita e foi pra dentro e voltou falando: ‘É, fazem ultrassom aqui, mas só amanhã (segunda-feira)’. E falou ainda que a outra receita eu tinha que comprar o remédio, que só assim a dor e o sangramento iria parar”.

Em seguida, o caso de Jennifer teve o pior desfecho possível. “Passei na farmácia, comprei o remédio e tomei. Deitei logo em seguida. Perdi meu filho em cima da minha cama”.

Prima do marido de Jennifer, a doméstica Janaina Modesto, 43 anos, acompanhou toda o sofrimento da amiga e também enfrentou as barreiras da falta de estrutura no atendimento. “Meu tio colocou a Jennifer no carro, sangrando, após o aborto. Levamos ela para o hospital. Peguei o feto e levei junto. Chegamos na Santa Casa com a Jennifer sentindo muita dor, mas nada do médico que estava de plantão. Chegou uma senhora e não olhou para o médico, nem para o feto. Fiquei horrorizada!”, testemunhou Janaina.

A jovem foi mais uma vez encaminhada para Lorena, onde foi atendida no setor de cirurgia. A família levou o feto de volta para Cachoeira, onde fizeram o sepultamento do filho de Jennifer, vítima da crise na saúde da cidade.

A reportagem procurou a Santa Casa de Cachoeira e a Prefeitura de Cachoeira Paulista, por telefone e e-mail, mas não foi atendida.

Um comentário em “Sem atendimento em Cachoeira, jovem tem aborto em casa

  • 26 de setembro de 2018 em 20:52
    Permalink

    Que pouca vergonha este descaso com essa mae …engracado a cidade na hora de receber gente de fora se arreganham…para os tais visitantes catolicos…e na hora de atender os proprios moradores ficam fazendo pouco caso….so tem uma saida pra Cachoeira (ou resolvem o problema da saude logo ou aumentam o cemiterio ,isso e se a Cancao Nova ja nao tomou conta de tudo ….ai o jeito e pagar por um pedacinho no ceu. Oh gentinha ….acorda prefeito

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>