Skaf anuncia aquisição de terreno da antiga Comil em Lorena

Presidente da Fiesp projeta implantação de empreendimento; prédio está desativado há quase cinco anos

Marietta, Skaf e Marcondes oficializam negociação por área em Lorena; novo complexo industrial (Foto: Marcelo A. dos Santos)

Lucas Barbosa
Marcelo Augusto dos Santos
Lorena

Com o atual panorama mundial de incerteza econômica, a população de Lorena ganhou na manhã desta terça-feira (28) um motivo para acreditar que a cidade pode passar por um novo período de geração de empregos em 2021. O empresário e presidente da Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo), Paulo Skaf (MDB), anunciou um complexo industrial no prédio que abrigava a antiga fábrica da montadora de ônibus Comil.

Faltando apenas dois dias para o fim de seu segundo mandato, o prefeito Fábio Marcondes (sem partido), recebeu a visita de Skaf e sua comitiva.

Durante o encontro, que contou também com as presenças da vice-prefeita Marietta Bartelega (DEM) e do vereador Fábio Matos (Cidadania), Skaf revelou que adquiriu o terreno de 210 mil m² às margens da rodovia Presidente Dutra, no sentido Rio de Janeiro. A área, que havia sido doada pela Prefeitura à Comil em 2015, estava sem utilização desde 28 de janeiro de 2016, quando a montadora anunciou o fechamento da unidade de Lorena devido à uma crise financeira.

Além de agradecer a Marcondes pela indicação do terreno, o presidente da Fiesp revelou que está analisando o que será implantado no local. “Vim hoje enaltecer o prefeito por ter me sugerido esta propriedade tão bem estruturada e localizada. Ainda estou definindo se esta área abrigará uma grande indústria, centro de logística ou uma espécie de condomínio que reunirá diversas empresas. Enquanto estudo a melhor alternativa, solicitarei a realização de uma revitalização no prédio a partir da semana que vem”.

O empresário preferiu não revelar o valor investido na aquisição do imóvel, realizada junto ao Banco Bradesco.

Lorena será a segunda cidade da região que contará com negócios de Skaf, que possui três empresas, dos ramos industrial e da construção civil, em Pindamonhangaba.

O presidente da Fiesp afirmou ainda que em breve iniciará as tratativas com o prefeito eleito, Sylvio Ballerini (PSDB), para que o Município contribua para que sejam viabilizadas melhorias no trecho de acesso secundário ao imóvel.

Para Marcondes, a chegada do empreendimento contribuirá consideravelmente para o desenvolvimento econômico do município. “Sabendo que o Skaf possui negócios no Vale do Paraíba, há cerca de três meses indicamos a ele o prédio da antiga Comil. Nossa gestão fica honrada em saber que contribuiu para a vinda deste grande empresário, que certamente manterá empreendimentos que impulsionarão a geração de empregos em nossa cidade. Além disso, será importante a reativação daquele espaço tão bem localizado”.

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?