Onda de furtos leva pânico ao centro de Guaratinguetá

Comerciantes denunciam ações durante a noite e reclamam de construção ao lado das lojas como facilitadora do criminosos

Roubo em Guará - Carlos Roberto (3)
Criminosos têm utilizado terreno ao lado para invadir as lojas pelo telhado; lojistas cobram monitoramento por câmeras (Foto: Carlos Pimentel)

Carlos Pimentel
Guaratinguetá

Comerciantes de Guaratinguetá estão preocupados com os furtos constantes em estabelecimentos da rua Nove de Julho, região central da cidade. Segundo eles, as ações acontecem durante a noite, período em que as ruas ficam desertas. Um terreno onde está sendo construída uma obra, vizinho das lojas, tem ajudado nas ações dos criminosos.

Onde está sendo feita a obra, havia várias casas antigas que foram demolidas para a construção de um empreendimento. O local auxilia os criminosos que têm fácil acesso ao telhado das lojas. Assim, muitos comércios vizinhos deste terreno foram furtadas, sempre do mesmo modo, arrombamento do telhado.

Segundo o relato da proprietária de uma loja, vizinha ao terreno, em cinco dias, seu comércio foi furtado duas vezes. Ao chegar ao estabelecimento pela manhã, constatou que o teto estava danificado devido ao arrombamento. “Nós estamos sofrendo com as ações dos marginais que acessam o terreno ao lado, que tem uma escada, o que facilita ainda mais a ação deles. Arrombam o telhado para entrar nas lojas e furtar nossos objetos”, afirmou.

Outra comerciante, também vizinha do terreno,  que não se identificou, teve sua loja furtada esta semana. Segundo ela, contabilizando todos os furtos que os lojistas desta rua sofreram, passam de dez. Ela cobra a implantação do sistema de videomonitoramento pela Prefeitura. “Se tivessem câmeras de monitoramento espalhadas pelo Centro, inibiria a ação dos marginais e também daria para a polícia identificar os bandidos após os furtos. Queremos o auxílio do poder público, pois do jeito que está não dá, tira o ânimo de trabalhar”, comentou.

Ninguém responsável pelo terreno foi encontrado para esclarecimentos.

A Polícia Militar informou que as rondas acontecem em todas as regiões da cidade, mas que a prioridade é a região central, onde o índice de furtos é maior. Nos bairros onde há reclamação, além do patrulhamento, os policiais vão reforçar o policiamento.

Prefeitura –  A Prefeitura informou, por meio de nota, que a instalação de câmeras de monitoramento está prevista, entretanto, deverá ser posterior à conclusão do projeto que está sendo implementado pelo Governo do Estado, que integrará a RMVale num único sistema.

O Executivo ressaltou que visando maior segurança, o prefeito assinou, em maio, o projeto da Atividade Delegada que permite que policiais militares trabalhem nas suas folgas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>