Com 98% do elenco com empresário, Manthiqueira não deve ter destaques da Copinha no Paulista 2019

Após bom desempenho em janeiro, três jogadores são escolhidos para testes no Vasco; Hendrick tem sondagens, mas ainda sem propostas

Hendrick, sucesso na Copinha, que segue com futuro indefinido  (Foto: Bruno Motta)
Hendrick, sucesso na Copinha, que segue com futuro indefinido (Foto: Bruno Motta)
Leandro Oliveira
Guaratinguetá
Time do Vale do Paraíba com mais destaque na Copa São Paulo deste ano, o Manthiqueira disputará a partir de abril o Campeonato Paulista da Segunda Divisão, equivalente ao quarto nível do futebol no estado. Mas o resultado não deve significar tranquilidade para a formação do elenco que defenderá o clube na temporada. Do grupo de atletas que defendeu a camiseta laranja na Copinha, 98% pertence a empresa FRC Sports, propriedade de Fábio Ronaldo Curioso.

A parceria entre Manthiqueira e FRC não deve ter continuidade, e parte do elenco recebeu sondagens de outras equipes.
Mesmo após ter sido goleado pelo Vasco na terceira fase da Copinha, o Manthiqueira chamou atenção da equipe cruzmaltina. O clube carioca fez propostas para três atletas de Guaratinguetá, para que sejam avaliados durante um período de treinamentos no Rio de Janeiro, em fevereiro. Os jogadores pertencem a FRC, que preferiu não revelar os nomes dos atletas.

Na Copinha, mesmo saindo do banco de reservas em todos os jogos, o jovem Hendrick de 19 anos marcou quatro gols e foi o artilheiro do time. O contrato dele com o Manthiqueira vai até 31 de maio. Hendrick fez parte trajetória na categoria de base do São Paulo, e de acordo com informações, recebeu sondagens de outras equipes após a Copinha.

O empresário Fábio Curioso negou qualquer tipo proposta oficial pelo atleta. “Com relação a interesse de clubes oficialmente sobre o Hendrick, não teve nenhum. Oficialmente, tá? Documentado, nada. Nenhum!”, garantiu o empresário, ao responder sobre negociações com jogadores que se destacaram pelo Manthiqueira na Copinha deste ano.

Os contratos dos jogadores pertencentes a FRC se encerram ao longo deste ano. Outro jogador que teve destaque durante a Copinha foi o meia Wilson, de 19 anos, que passou pelas categorias do Sport Recife. O vínculo dele com o Manthiqueira termina em 31 de março. “Os atletas podem ser liberados a qualquer momento, desde que haja um clube interessado. Nesse caso, fazemos um acordo com o clube (pela liberação)”.

Presidente do Manthiqueira, Dado de Oliveira, afirmou em entrevista ao globoesporte.com que tem intenção em contar com boa parte da base utilizada na Copinha. “Desse time, vários vão permanecer conosco. São atletas que a gente já vem observando, que tem o nosso perfil”, afirmou em entrevista ao site regional.

Mesmo se a parceria entre Manthiqueira e FRC Sports não tiver continuidade, caso haja interesse por parte do clube, os atletas podem ser negociados. Para a Copinha, a empresa bancou os jogadores. Para o Paulistão, os atletas precisam ter registro para receberem salários. “Os jogadores que são nascidos em 1999, que teriam que ser profissionalizados, teriam direito pelo menos a um salário mínimo. Isso pode manifestar o interesse deles. Outros podem jogar por ‘amor à pátria’”, ressaltou Curioso, que confirmou que a decisão fica a cargo do atleta.

Na próxima segunda-feira o Manthiqueira participa do Congresso Técnico da Federação Paulista de Futebol para a disputa do Campeonato Paulista da Segunda Divisão. A fórmula de disputa, os grupos e adversários serão conhecidos nesta reunião. O Manthiqueira volta a campo, de maneira profissional, em abril.

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

× Como posso te ajudar?