Operação em Pinda rastreia presos foragidos do Pemano

Pelo menos 108 detentos de Tremembé foram recapturados em trabalho que contou com apoio da Guarda Civil Municipal

Operação da Polícia Militar e Guarda Civil em busca de foragidos (Foto: Bruna Silva)

Bruna Silva
Pindamonhangaba

Depois do motim organizado pelos detentos no presídio Dr. Edgard Magalhães Noronha, o Pemano, em Tremembé, pelo menos 218 presos fizeram de Pindamonhangaba rota de fuga. A Policia Militar, em parceria com a Guarda Civil Municipal, iniciou o processo de busca e captura dos detentos ainda na noite de segunda-feira. Em toda região, a terça-feira foi de atenção.

De acordo com informações dos responsáveis pelos presídios, a rebelião se iniciou após os presos serem informados de que haveria a suspensão da saída temporária, no próximo mês, como medida de proteção ao coronavírus. Os presos se rebelaram, colocaram fogo nas dependências dos presídios e muitos fugiram. O motim durou até a manhã de terça-feira.

Pela manhã era possível ouvir o som dos helicópteros da polícia que sobrevoavam os bairros Araretama e Cidade Jardim. Segundo informações da responsável pela Polícia Militar em Pindamonhangaba, a capitão Lucimeire Jerônymo, o contingente de policiais nesta região foi aumentado para que houvesse a segurança dos moradores. “Já tivemos vários presos capturados e conduzidos novamente ao presídio. Nós solicitamos também que quem ver qualquer atitude suspeita ou individuo suspeito que acione a Policia Militar através do 190”, enfatizou.

Moradores afirmaram terem visto presos circulando, além dos bairros Cidade Jardim e Araretama, também no Mombaça e Campos Maia (próximos à região central). A Guarda Civil Municipal também colaborou nas ações de captura dos bandidos. Ainda no início da manhã, os guardas da secretaria de Segurança Pública prenderam um homem na feira da cidade.

O motim já foi encerrado. Conforme a PM, houve destruição de diversos pontos do presídio. Os fugitivos e capturados retornarão ao local. De acordo com a secretaria da Administração Penitenciária, os 108 fugitivos foram recapturados após a rebelião. Em todo o estado seriam 834 presos que escaparam de quatro unidades prisionais durante rebeliões, com 573 recapturados.

 

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?