Tios são presos acusados de torturar bebê em Caraguá

Sobrinho de um ano sofria agressões e tentativas de homicídio dentro de casa; vítima é adotada por nova família

Sede da delegacia Civil de Caraguatatuba, que investiga tortura contra bebê (Foto: Divulgação PC)

Da Redação
Caraguatatuba

Cerca de três meses depois do início da investigação, a Polícia Civil de Caraguatatuba prendeu na última terça-feira (27) um casal acusado de tentar matar um bebê de apenas um ano. Sobrinho dos acusados, o menino foi recentemente adotado por outra família após aval judicial.

De acordo com a Polícia Civil, um inquérito foi instaurado no fim de janeiro após os tios, que não tiveram suas idades divulgadas, encaminharem a criança ao hospital Stella Maris, após ela supostamente ter caído do berço. Na unidade, os médicos constataram que o bebê, além de dentes quebrados, apresentava traumatismo craniano, sinais de maus-tratos, desnutrição, fraturas anteriores e falta de higiene adequada.

Desconfiando da versão do casal, a direção do hospital acionou à Polícia Civil, que instaurou um inquérito para apurar o caso.

Após se recuperar no Stella Maris, o menino foi encaminhado pela Justiça ao Conselho Tutelar, sendo adotado na sequência.

Ao concluir a investigação, que contou com depoimentos de testemunhas e análise de laudos médicos, a Polícia Civil solicitou a prisão temporária dos tios, autorizada pelo Judiciário na última segunda-feira (26). No dia seguinte, os acusados foram presos em sua casa no bairro Praia das Palmeiras.

Encaminhado à Delegacia de Caraguatatuba, o casal aguarda transferência para algum CDP (Centro de Detenção Provisória) estadual. Os acusados foram indiciados por tentativa de homicídio, maus-tratos e tortura.

Apesar de não revelar o motivo, a Polícia Civil informou que os tios haviam recebido a guarda do sobrinho em outubro do ano passado.

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?