Caraguá e São Sebastião descartam retorno de aulas presenciais em 2020

Decisão é baseada em resultado de enquete popular; Ilhabela e Ubatuba não se posicionam

A secretaria de Educação de Caraguá, cidade que também anunciou retorno presencial das aulas apenas em 2021 (Foto: Reprodução PMC)

Lucas Barbosa
RMVale

Após promoverem pesquisas de opinião pública pela internet, as Prefeituras de Caraguatatuba e São Sebastião anunciaram no último final de semana que as aulas presenciais das redes municipais de ensino só retornarão em 2021. A medida busca evitar um possível aumento de infectados pelo novo coronavírus no Litoral Norte.

Através de sua página oficial na rede social Facebook, o prefeito de Caraguá, Aguilar Junior (MDB), descartou no último sábado (29) a possibilidade da reabertura das escolas municipais neste ano. Segundo o chefe do Executivo, a decisão foi baseada no resultado de uma enquete, que contou com a participação de 8.059 moradores.

Dividida em dois públicos, sendo ‘Funcionários da Educação’ e ‘Pais e responsáveis de alunos’, a enquete foi realizada através da internet entre os últimos dias 11 e 21.

De acordo com Aguilar, dos 6.498 pais ou responsáveis por estudantes que participaram da pesquisa, 5.731 foram contrários ao retorno das aulas presenciais em 2020, correspondendo a 88,2% dos votos. Em contrapartida, 409 cobraram a retomada, representando 6,3%. Outros 357 moradores, equivalente a 5,5%, não souberam opinar.

Dos 1.561 ‘Funcionários da Educação’ consultados, 1.373 preferem que as atividades escolares presenciais voltem apenas em 2021, alcançando 88% dos participantes. Por outro lado, 57 profissionais apoiam o retorno das aulas ainda neste ano, o que corresponde a 3,7% dos votos. Já 8,3% dos participantes, representado por 129 educadores, não soube opinar.

Se “apoiando” no resultado da enquete, Aguilar confirmou que as aulas na rede municipal de ensino permanecerão de forma online até o fim deste ano. Já os estudantes que não possuem acesso à internet, continuarão recebendo o conteúdo de forma impressa até o término da pandemia.

De acordo com o prefeito, a medida será fundamental para conter o avanço de casos de Covid-19 no município, que contabiliza até esta segunda-feira 1.862 infectados, sendo 78 mortos e 68 internados. Em contrapartida, o boletim epidemiológico não revela os números de moradores curados e de em isolamento domiciliar.

Durante uma transmissão ao vivo em sua página na rede social Facebook, o prefeito de São Sebastião, Felipe Augusto (PSDB), revelou na última sexta-feira (28) que 80% dos moradores que participaram da enquete na internet foram favoráveis a manutenção do ensino à distância até o fim de 2020.

Apesar de não revelar o número de participantes da pesquisa de opinião pública, o chefe do Executivo afirmou que o resultado demonstra que a população e a secretaria de Educação estão alinhadas no desejo de preservarem a saúde dos estudantes, seus familiares, e profissionais da rede pública de ensino.

Com 1.341 moradores infectados pelo novo coronavírus, a cidade litorânea registra 36 óbitos, 1.111 pacientes curados, 187 em isolamento domiciliar e sete internados.

A reportagem do Jornal Atos solicitou informações às prefeituras de Ilhabela e Ubatuba sobre a previsão de retorno das aulas presenciais, mas nenhuma resposta foi encaminhada até o fechamento desta edição.

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?