Sistema de câmeras de segurança é implantado em Pindamonhangaba

Investimento chega a R$ 2 milhões; aplicação de multas prevista para setembro

Base Móvel da Polícia Militar em ponto central de Pinda; cidade aguarda implantação de sistema de monitoramento de R$ 2 milhões (Foto: Arquivo Atos)
Base Móvel da Polícia Militar em ponto central de Pinda; cidade aguarda implantação de sistema de monitoramento de R$ 2 milhões (Foto: Arquivo Atos)

Lucas Barbosa
Pindamonhangaba

Após quase um ano de espera, Pindamonhangaba passou a contar, na última semana, com o funcionamento de um sistema de videomonitoramento de câmeras de segurança em 16 trechos do município. A iniciativa tenta conter o aumento da violência na cidade e coibir infrações de trânsito.

Em junho do ano passado, o ex-prefeito Vito Ardito (PSDB) afirmou que a Prefeitura investiria mais de R$ 2 milhões na aquisição de um moderno sistema de videomonitoramento, que seria instalado até outubro, fato que não ocorreu.
Já no início de 2017, após derrotar Ardito nas urnas, o atual prefeito Isael Domingues (PR) anunciou que daria continuidade ao projeto de seu antecessor.

Após quase seis meses, as câmeras começaram a operar na última semana, distribuídas pelo Centro, Araretama e distrito de Moreira César. O sistema é monitorado no COI (Centro de Operações Integradas) por um guarda municipal, um policial militar e um agente de trânsito. O investimento municipal foi de cerca de R$ 1,8 milhão.

De acordo com o secretário de Proteção e Bem-Estar, José Sodário, a implantação do sistema busca reduzir os números de furtos e roubos, que cresceram 14% comparando o primeiro semestre deste ano com o de 2016. “Já que estarão sendo filmados, os bandidos se sentirão inibidos em praticar algum tipo de crime. Caso o meliante insista em infringir a lei, ele será flagrado pelos operadores do COI. Além disso, as imagens ficam armazenadas por até um mês, ficando à disposição da Polícia Civil, podendo ajudar na investigação”.

O chefe da pasta explicou o porquê dos motoristas e motociclistas flagrados recentemente pelo COI, cometendo infrações de trânsito, não estão sendo multados. “Tanto nós como a própria população estão num período de adaptação ao novo sistema. Porém a nossa expectativa é que as multas passem a ser aplicadas a partir de um mês.
Com as câmeras, o agente de trânsito terá condições de enxergar motoristas infringindo a lei, como falar ao celular e dirigir sem o cinto de segurança”.

Sodário revelou ainda que existe a previsão de que mais 16 câmeras sejam instaladas até o fim do ano, e está em andamento um estudo para definir quais pontos do município receberão o sistema.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>