Pindamonhangaba avança na segurança pública e lança programa Câmeras Integradas

Objetivo é fortalecer as ações contra o crime no município; medida é apoiada pelas polícias militar e civil

Lançamento das câmeras integradas para ampliar a segurança pública, que contou com a presença do prefeito Isael Domingues (Foto: Reprodução)

Bruna Silva
Pindamonhangaba

Em uma tentativa de amplia a estrutura de segurança e inibir ações criminosas, a Prefeitura de Pindamonhangaba lançou no último dia 12 o Programas Câmeras Integradas ao CSI (Centro de Segurança Integrada). A ação contará com apoio das polícias militar e civil.

De acordo com secretário adjunto de Administração e responsável pela ação tecnológica, Danilo Velloso, com a doação e cessão de câmeras, a Prefeitura garantirá maior condições de resultados com o monitoramento. “Hoje, temos cerca de 1,4 mil câmeras conectadas, mais de dois mil sensores, que detectam placa do veículo, cor de camisa das pessoas, leitura facial e comportamental. Com apoio da iniciativa privada, podemos aumentar esses números e conectar toda a cidade, permitindo ampliação e melhorias na segurança pública e sistema integrado de tecnologia”.

Empresários que adotarem o sistema poderão utilizar um selo em seus estabelecimentos e fornecer as imagens das câmeras ao CSI.  Viabilizando monitoramento em tempo real e garantindo mais segurança ao patrimônio e moradores. A expectativa é que quando houver atividade suspeita ou ocorrência, agentes da Polícia Militar ou da Guarda Municipal compareçam ao local. Uma projeção feita pela secretaria aponta que um policial no monitoramento de câmera equivale por oito nas ruas.

Apesar do avanço tecnológico, o prefeito Isael Domingues (PL), ressaltou a necessidade do fator humano para as ações.  “Devemos aliar tecnologia à humanização, permitindo que a cidade cresça com qualidade, para termos uma visão de futuro. Permitindo a utilização de dados e informações a favor dos empresários para o crescimento ordenado e sustentável de Pinda”, finalizou.

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?