Após oito anos, museu Rodrigues Alves tem reabertura marcada para terça-feira

Prefeito Marcus Soliva confirma portas abertas no aniversário de Guaratinguetá; aguardada desde 2009, municipalização do casarão ainda está em discussão junto ao governo do Estado

 

O museu Rodrigues Alves, que terá as portas abertas na próxima terça-feira; oito anos de espera (Foto: Leandro Oliveira)
O museu Rodrigues Alves, que terá as portas abertas na próxima terça-feira (Foto: Leandro Oliveira)

 

Leandro Oliveira
Guaratinguetá

O museu Rodrigues Alves será reaberto após oito anos em evento nesta terça-feira. A informação foi confirmada na última sexta-feira pelo secretário de Cultura, Luiz Carvalho, e pelo prefeito de Guaratinguetá, Marcus Soliva (PSB). A reabertura reascende a possibilidade de retomada definitiva das atividades na casa do ex-presidente, nascido na cidade.

O principal entrave pela reabertura definitiva do museu ainda segue sendo discutido. A municipalização do casarão construído no século 19, onde morou o antigo presidente Rodrigues Alves, falecido há 98 anos, é tratada pelas gestões do Estado e Município. O museu foi fechado em 2009, justamente por esse motivo. Desde então, dois prefeitos estiveram à frente do Executivo e não conseguiram solucionar o problema.

“A flexibilidade da secretaria de Cultura para reabertura do museu, ainda sob a custódia do Estado, mas com uma carta de intenção assinada pelo Município”, respondeu. “Dia 13 de junho, como presente de aniversário, a secretaria estadual abrirá a Casa de Rodrigues Alves. Por isso já começamos a ver uma luz no fim do túnel”, salientou o prefeito.

A reabertura será para que os interessados visitem, após oito anos, a antiga casa do quinto presidente do Brasil. Francisco de Paula Rodrigues Alves nasceu em Guaratinguetá, foi eleito presidente em 1902 e morreu em 1919. A casa, que leva seu nome, fica no Centro de Guará e se tornou um grande ponto de visitação turística até 2009.

A discussão sobre a municipalização do museu se estende desde 2009 e não é simples. Soliva já declarou que tem como meta de governo fazer com que Guaratinguetá seja responsável pela administração do museu, e não mais o Estado.

O secretário de Cultura respondeu sobre a reabertura. “O prefeito deixou bem claro que queria o museu reaberto o quanto antes. Já fizemos sete reuniões na capital visando a reabertura. Acabei de receber a informação da secretaria estadual de Cultura que existe a possibilidade de reabertura no dia 13. Faltam apenas os ajustes finais”, contou Carvalho.

De acordo com o Executivo, a proposta do governo é que o museu seja reaberto sob a custódia do Estado. Paralelo a isso, será criado um protocolo de intenção de municipalização do museu Rodrigues Alves.

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?