Delegado geral aponta tráfico como responsável por aumento de violência no Vale

Região é apontada como a mais violenta do interior; Governo aposta em reforço para diminuir índices

Delegado geral violencia vale
Delegado comenta sobre violência no Vale do Paraíba (Foto: Lucas Barbosa)

Lucas Barbosa

Regional

Após ser considerada a região mais violenta do interior de São Paulo, o Vale do Paraíba deve receber em breve reforços em seu efetivo e melhorias na estrutura policial. De acordo com o delegado geral da Polícia Civil, Youssef Abou Chahin, o tráfico de drogas é a principal causa de homicídios na região.

Um levantamento divulgado em agosto, pela secretaria de Segurança Pública do Estado, apontou que nos primeiros oito meses do ano foram registrados 222 homicídios e 12 latrocínios no Vale do Paraíba. Com os números, a região consolidou-se novamente como a mais violenta do Estado, fato que já havia ocorrido em anos anteriores.

Em maio, outro levantamento da secretaria de Segurança revelou que a Polícia Civil e Militar da região bateram recorde de prisões e de flagrantes de tráfico de drogas. As prisões cresceram 8,77%, passando de 4.378, para 4.762 nos cinco meses deste ano. Ou seja, foram feitas 384 prisões a mais.

No final do mês passado, o delegado geral da Polícia Civil, Youssef Abou Chahin, participou em Guaratinguetá da inauguração do Necrim (Núcleo Especial Criminal). Após a cerimônia, Chahin comentou os principais motivos que contribuíram para que mais uma vez o Vale do Paraíba fosse apontado como a região mais violenta do interior do estado. “Infelizmente, o tráfico de drogas é pesado nesta região. E essa prática criminosa é a mola percussora de uma série de outros crimes. Por exemplo, o indivíduo rouba para manter o vício e traficantes se matam em disputas. Consequentemente aumentam os índices de roubo e de homicídios”.

Chahin apontou outra questão preocupante em relação ao tráfico de drogas na região. “A cada dia o crime alicia menores de idade para entrarem para o tráfico. Estamos aguardando para ver se haverá a redução da maioridade penal ou alguma mudança no ECA (Estatuto da Criança e Adolescente), para que ocorra uma redução neste aliciamento”.

Melhorias – Segundo o delegado geral, para ajudar no combate ao tráfico, no estado como um todo, o Governo anunciou recentemente importantes mudanças. “O Governo revelou que os concursos abertos preencherão 3 mil vagas para novos policiais civis no estado.  Certamente um número considerável agirá no Vale do Paraíba. Também existem melhorias nos espaços físicos das delegacias, como ocorreu aqui em Guará, e na frota de veículos”.

O número de policiais civis que serão enviados ao Vale do Paraíba, só serão anunciados após a conclusão do concurso público.

Números – O edital do último concurso aberto pelo estado contratará 129 delegados, 788 escrivães, 1.384 investigadores, 89 atendente de necrotério, 447 peritos, 140 médicos legistas, 120 fotógrafos técnico-periciais, 55 desenhistas e 145 auxiliares de necropsia.

Além de reforço no efetivo das polícias Civil e Técnico-Científica, também estão em andamento processos para a contratação de 4 mil soldados da Polícia Militar do Estado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>