Roseira e Ubatuba registram casos de variante Delta

Mutação genética da Covid-19 é identificada em oito cidades da região; cepa indiana é considerada a mais contagiosa

Idoso é vacinado contra a Covid-19 em Ubatuba; fabricantes dos imunizantes analisam possiblidade de eficácia contra a Delta (Foto: Reprodução PMU)

Lucas Barbosa
RMVale

Causando preocupação nas autoridades em Saúde da RMVale (Região Metropolitana do Vale do Paraíba e Litoral Norte), Roseira e Ubatuba confirmaram no último final de semana casos de contaminação pela variante Delta, uma das mutações genéticas da Covid-19. Até a tarde desta segunda-feira (9), a região contabiliza 11 moradores contaminados, distribuídos por oito municípios.

No fim da tarde da última sexta-feira (6), a Prefeitura de Ubatuba divulgou uma nota oficial revelando que um homem, da faixa etária dos 50 aos 59 anos, é o primeiro morador da cidade diagnosticado com a variante Delta, originária da Índia e mais contagiosa e resistente às vacinas.

De acordo com a Vigilância de Saúde de Ubatuba, o caso era investigado desde o último dia 12, quando o paciente, que mora na região central do município, começou a sentir os sintomas da doença e procurou atendimento médico. Orientado a permanecer em isolamento domiciliar, o homem seguiu monitorado pela secretaria de Saúde, enquanto aguardava o resultado do exame. Já na última quarta-feira (4), a pasta foi informada que o teste constatou que ele foi contaminado pela variante Delta.

Em contrapartida, a nota oficial do Executivo informa que o paciente já se recuperou e teve apenas um quadro leve da doença.

Já a Prefeitura de Roseira, anunciou no fim da manhã da última sexta-feira que dois moradores testaram positivo para a variante. Segundo a secretaria de Saúde, os infectados são um jovem de 29 anos e uma mulher de 42 anos. A dupla permanece em isolamento domiciliar e seus quadros são considerados leves.

Região – Além de Ubatuba e Roseira, seis outros munícipios da RMVale tiveram casos de contaminação pela variante Delta.

Os dois primeiros registros foram confirmados em Guaratinguetá e Pindamonhangaba no último dia 15, envolvendo, respectivamente, uma mulher de 30 anos e um homem de 44 anos.

Os seis demais moradores contaminados são moradores de: Caraguatatuba (1), Cruzeiro (2), Potim (1) e São José dos Campos (2).

Até o fechamento desta edição, não foram registradas mortes causadas pela variante na região.

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?