Parque Nacional da Serra da Bocaina suspende visitas à Pedra da Macela

Suspensão acompanha decreto de isolamento social do Governo do Estado; medida é tomada após aumento do número de visitantes à atrativo turístico

A Pedra da Macela, que está proibida de receber visitantes devido a pandemia do novo coronavírus (Foto: Reprodução)

Leandro Oliveira
Cunha

O Parque Nacional da Serra da Bocaina suspendeu todas as visitações à Pedra da Macela, que tem como uma das principais entradas a cidade de Cunha. A proibição para visitas é temporária, em virtude da pandemia do novo coronavírus e os cuidados que estão sendo adotados pelos órgãos de saúde em níveis mundial, nacional e estadual. A Pedra da Macela era alvo de visitação turística até a última semana.

A medida vale até o fim do período de isolamento social, imposto pelo Governo do Estado de São Paulo, no fim de março, e com data para encerramento prevista para 10 de maio. O governador João Doria (PSDB) pode estender o período de quarentena ou encerrar algumas restrições e a abertura da visitação do local compete à direção do Parque.

O atrativo turístico recebia muitos visitantes de diversas cidades da região e de fora do Vale do Paraíba, inclusive de Minas Gerais. Em nota publicada, o Parque salientou que a visitação está suspensa de forma temporária e a proibição é indicada por placas posicionadas na entrada do espaço.

“A fiscalização está trabalhando no interior, mesmo nesse período de pandemia, embora a área seja muito extensa e de difícil controle. Pede-se a compreensão e o bom senso de todos e o respeito á determinação. Em breve, assim que passar esse período de crise pandêmica, todas as atividades do Parque serão retomadas, incluindo as visitações aos seus atrativos”, informa.

Comandante da Polícia Militar nas cidades de Guaratinguetá e Cunha, capitão Wagner Guimarães, reforçou o pedido para que as pessoas não visitem o atrativo. “Não é propício e tem determinação estatal e legal para não entrar. Foram feitas notificações (em pessoas flagradas no atrativo). Peço que as pessoas não visitem a Pedra da Macela, pois é possível notificação e multa. A Prefeitura e o pessoal do Parque já pediram apoio da Polícia e nós fiscalizaremos”, concluiu o comandante.

Proibições – Fora dos atrativos turísticos de aventura, como a Pedra da Macela, a principal atração do turismo da fé católica na região permanece sem missas ou celebrações abertas ao público. O Santuário Nacional de Aparecida não recebe romeiros desde a publicação do decreto estadual de isolamento social. A medida acompanha a determinação de Doria.

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?