Paciente com dengue aguarda exames após suspeita de coronavírus em Lorena

Vinda da Itália, mulher de 56 anos permanece isolada em casa; Brasil tem um caso confirmado da doença

Caso suspeito de coronavírus aguarda resultado de exame laboratorial; resposta deve chegar até o início da semana (Foto: Reprodução EBC)

Lucas Barbosa
Lorena

A secretaria Estadual da Saúde e a Prefeitura de Lorena confirmaram na manhã desta quinta-feira (27) que uma moradora da cidade está sendo monitorada por suspeita de ter contraído o coronavírus (Covid-19) na Itália. Diagnosticada com dengue, a paciente permanecerá isolada em sua casa até o próximo dia 9.

De acordo com a gerente da Vigilância Epidemiológica de Lorena, Helen Colino, a mulher de 56 anos e o marido visitaram no início de fevereiro as cidades italianas de Florença e Veneza, retornando a Lorena no último dia 14. O país europeu já registrou 14 mortes (até esta quinta-feira) em decorrência do coronavírus (família de vírus que causam infecções respiratórias graves). Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde) a doença já vitimou 2.801 pessoas em todo o mundo, sendo a China o epicentro, com 2.744 óbitos desde dezembro.

Já no último dia 23, a moradora de Lorena começou a se sentir mal, apresentando febre alta, dor de garganta e cansaço. Encaminhada pelo marido ao hospital particular da Unimed (Confederação Nacional das Cooperativas Médicas), a paciente foi submetida a exames, que constataram que ela está com dengue. Na sequência, a unidade privada informou o caso à Prefeitura de Lorena, que decidiu relatar a situação à secretaria Estadual da Saúde, já que a mulher apresentava dois sintomas típicos do coronavírus: febre e inflamação na garganta.

Seguindo o protocolo estabelecido pelo Ministério da Saúde, Lorena encaminhou, na última terça-feira, amostras de sangue da moradora ao Estado. “O material está sendo analisado pela equipe do Instituto Adolfo Lutz em São Paulo, que deve divulgar o resultado até o início da próxima semana. A moradora, que se recupera bem da dengue, permanecerá isolada em sua casa por 14 dias. É importante ressaltar que a população não deve entrar em pânico, pois este caso é apenas suspeito”, explicou a gerente da Vigilância Epidemiológica de Lorena, que ressaltou ainda que o setor mantém constantemente contato com familiares da paciente.

Brasil – O Ministério da Saúde confirmou na última quarta-feira (26) o primeiro caso de coronavírus no país. Morador de São Paulo, um idoso de 61 foi contaminado durante uma viagem na última semana à região da Lombardia na Itália. Com problemas respiratórios, o homem deu entrada na última terça-feira no Hospital Israelita Albert Einstein, na capital paulista.

O idoso permanece em quarentena domiciliar e trinta familiares estão sob observação, já que participaram de uma confraternização com ele um dia após seu desembarque.

Além do de Lorena, o país tem outros 19 casos suspeitos de coronavírus. Outros 59 foram descartados recentemente pelo Ministério da Saúde.

 

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?