Turismo de Aparecida investe em parcerias para ampliar estrutura de atendimento

Além dos recursos do Dade, apoio de terceiros financia futuro parque, obras e divulgação na cidade

Trabalho de construção de imagem de Nossa Senhora de Aparecida, que tem 50 metros, 12 a mais que o Cristo Redentor, no Rio de Janeiro (Foto: Reprodução)
Trabalho de construção de imagem de Nossa Senhora de Aparecida, que tem 50 metros, 12 a mais que o Cristo Redentor, no Rio de Janeiro (Foto: Reprodução)

Juliana Aguilera
Aparecida

Aparecida ampliou o investimento em projetos para melhorar a experiência do turista na cidade. Além das estátuas que foram colocadas nos acessos do município, feitas com verbas do Dade (Departamento de Apoio ao Desenvolvimento das Estâncias) do Governo do Estado, a secretaria de Turismo conta com parcerias para a criação do Parque 300 anos e investimento em 15 mil flyers para divulgar atrativos dentro e fora de Aparecida.

De acordo com a secretária do Turismo, Márcia Filippo, a construção do Parque 300 irá impulsionar empregos e o bairro do Itaguaçu. O parque chamou a atenção ano passado pela notícia da construção da imagem de 50 metros, 12 a mais que o Cristo Redentor. “Agora estamos fazendo a fundação da imagem. O projeto do parque está pronto. Acredito que ele venha a se concretizar em médio prazo”, explicou.

A secretária afirmou ainda que conseguiu com parceiros 15 mil folders, que terão uma parte destinada aos hoteleiros para que eles possam divulgar os atrativos de Aparecida e dos seus serviços. Outra parte será destinada à divulgação da cidade em feiras e congressos.

Limpeza – Frequentemente discutido pelos hoteleiros da região, a limpeza da Avenida Papa João Paulo II e arredores deixa a desejar.  Segundo o gerente de um hotel de Aparecida, Ricardo dos Santos, de 21 anos, o acúmulo de sujeira prejudica o hotel em que trabalha, na avenida Dr. Júlio Prestes. “Eu vejo os garis trabalhando, mas eles não dão conta”.

Ele destacou a revitalização da BR 488, rodovia que passa em frente ao seu hotel, mas se preocupa com o escoamento das águas. “Vai levar tudo para o riozinho que tem ali embaixo. Acho que vai alagar pra lá”, explicou.

Santos disse que a Prefeitura não comunicou sobre a obra e que ele teve conhecimento do que acontecia pelos pedreiros que trabalham no local.
O gerente está contente com o investimento nas estátuas. “Vejo muita gente indo ali em cima para tirar fotos. Foi legal eles fazerem isso, é mais um atrativo”.

Entre os turistas, a expectativa também é de melhora. Cristiane Setim é preparadora de alimentos de São José dos Pinhais-PR, contou que visita a cidade há trinta anos e que as novidades, como as estátuas espalhadas pelo município já é comentada entre amigos, em outras lugares. “Eu acho que ela está ficando cada vez melhor, não sinto falta de nada”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>