Bastidores da Política

Visita oficial
Soliva, Celão e Bolsonaro
Soliva, Celão e Bolsonaro

A visita do presidente Jair Bolsonaro a Guaratinguetá – leia-se Escola de Especialista da Aeronáutica, municiou a política da cidade.

Pelo whats, as informações chegavam em tempo real dos que tentaram chegar perto do homem e foram barrados, e de quem não teve acesso ao espaço vip.

O prefeito Marcus Soliva e o presidente da Câmara, Celão, tiveram a atenção de Bolsonaro por um tempo considerável, já o vereador Fabrício Dias não teve a mesma sorte, além de amargar o sol escaldante e dividir a foto com o terceiro escalão dos visitantes.

Tobogã
Como filme repetido, a política de Piquete escreve sua história com mais uma cassação nos meios públicos. O premiado desta semana foi o ex-vereador e atual suplente Sidnei de Barros Magalhães – o Gato, que pelo visto, ou melhor, publicação no Diário Oficial, teve seu mandato de conselheiro cassado pelo órgão na cidade. Segundo a boca pequena, Gato foi denunciado por uso indevido do carro do Conselho Tutelar. A título de lembrança, seu irmão e também ex-vereador Clau do Jornal teve o mandato cassado na Câmara Municipal por improbidade administra e, permanece até o momento com seus direitos políticos suspensos pela Justiça Eleitoral. A cidade também viveu num passado não muito distante o afastamento do ex-prefeito Otacílio Rodrigues do mandato, por malversação do dinheiro público. Este ano, a prefeita Teca Gouvêa chegou ser afastada do cargo por cerca de 4 meses e, para completar o ‘caordel’, o vereador Rominho Eventos teve seu mandato cassado no TRE – Tribunal Eleitoral Regional, por infidelidade partidária.
Não convidem para…
…o mesmo velório aquele ex-vereador de Cruzeiro ‘aficionado’ em sepultamentos e o prefeito Thales Gabriel, principalmente se tiverem que decidir em que espaço ocorrerá o funeral…
Pé na cova
Corre pelas esquinas de Cruzeiro que a reforma e reativação do Velório Municipal entregue à população, na última terça-feira, além de garantir atendimento gratuito à população, marcou o final de uma monopólio sorrateiro do ‘comércio paralelo de mortos’ na cidade. A repercussão nas rodas políticas foi imediata, acrescida com tempero de ameaças e juras de vingança. Enquanto uma minoria ‘se mordem’ de raiva com a realidade de um velório acessível aos moradores, o prefeito Thales Gabriel e sua equipe de trabalho recebem o ‘aplauso da torcida’…
Do paliativo ao…
…definitivo O prefeito Isael Domingues resolveu fazer pelos comerciantes do Mercadão de Pinda o que seus antecessores procrastinaram por muito tempo, a criação de uma administração local e oficial para cuidar dos interesses de todos permissionários, fazer a gestão do espaço e chegar a um denominador comum com o Ministério Público, que insiste em licitação para cessão de box. Esta medida, que agradou a maior parte dos negociantes do local, ‘bateu na trave’ de ‘dois ou três’ que sempre posaram como padrinhos do Mercadão, mas só fizeram política de liquidificador em cima do pessoal…
O estilo dos velhos…
…versos à política do novo A disputa pela próxima presidência da Câmara de Pinda colocou o tal de tradicional da política conhecida da cidade em disputa com a expectativa de novos ‘ares’. O veterano Felipe Cesar reúne apoio dos internos e externos do Legislativo para vencer Roderley Miotto, que busca uma oportunidade de gestão na Casa de Leis para melhorar as condições de vereança aos colegas. Embora a votação seja restrita aos vereadores, o mercado político se divide entre Felipe, que já presidiu a Câmara (e todos sabem que o estilo será o mesmo) e Roderley, que poderá surpreender com seu ‘sangue novo!?!?
Fiel da balança
A especulação política de Pinda se movimenta em suas preferências para presidência da Câmara, com uma leve ascendência para candidatura que possibilita a quebra da ‘mesmice’. Pelo aplauso da torcida, ou melhor, do público que acompanha as sessões da arquibancada, os votos decisivos estão entre os dois vereadores, cujos nomes lembram ‘Farmácia’. Se o candidato Roderley, que soma apoio de Rafael Goffi, Renato Cebola e Ronaldo Pipas conseguir atrair Toninho e Jorge, a parada estará definida nesta segunda-feira. Por outro lado, Felipe César conta com Jânio Lerário, Magrão, Professor Osvaldo e Gislene Cardoso. Oposto a Miotto, Felipe, na ‘zona de conforto, tenta apenas um dos fiéis da balança para ganhar com 6 votos…
E por falar em eleição…
Dito Bala e o bacalhau
Dito Bala e o bacalhau

…para presidência do Legislativo de Pinda, o líder comunitário Dito Bala foi flagrado providenciando o material de seu próximo protesto na Câmara.

Segundo Dito, “enquanto os vereadores comem bacalhau, a população fica só na manjuba”.

Quem viver verá!!!

“Fala contaminada…”

Parece que as ‘alfinetadas’ do vereador Fabricio Dias (MDB), na tribuna da Câmara, dirigidas ao prefeito e aos colegas governistas, encontrou resistência no presidente Celão esta semana. Na tentativa de requentar o nome de seu líder, Argus Ranieri, como candidato a prefeito mais uma vez, Fabrício foi ‘metralhado’ por estar envolvido numa reunião subversiva com alguns servidores da Prefeitura, ocorrida na residência do emedebista. Celão questionou durante entrevista na imprensa doméstica a ‘ganância’ do MDB pelo poder e o desrespeito à administração Marcus Soliva, que vem apresentando bons resultados em Guaratinguetá.
Mais vereadores
A especulação política registrou esta semana, em Guará, o vereador Décio Pereira (MDB) tentando propor mais vagas na futura Câmara, e os colegas Márcio Almeida (PPS) e pasmem, Fabrício Dias (também do MDB) rejeitando a proposta. De acordo com a patuleia interessada em mais vereadores no Legislativo, quando a bolada nas costas vem do próprio partido, no caso o MDB, é hora trabalhar a mudança…
‘Mãos alheias…’
Parece que as grandes mudanças na Câmara de Aparecida, ao invés de ocorrerem pelas mãos do presidente Marcelo Marcondes (como foi prometido), estão seguindo pelos rigores da Justiça. Após ter seu concurso público barrado por ordem judicial – que aconteceria por intermédio de uma empresa com histórico duvidoso –, veio a determinação para dispensa imediata de todos assessores com grau de parentesco com vereadores (que dó da Cida Castro!). Os despachos judiciais não pararam por ai; obedecida a determinação, chegou agora, quer dizer, na última semana, a ordem expressa para exoneração dos assessores com escolaridade incompatível aos cargos. La se foi, ou se vão, assessores da mesa diretora, de imprensa e parlamentar. Ah! O agente administrativo também.
O que muitos querem saber
Como o quarteto emedebista da Câmara de Guará vai se posicionar com relação às contas rejeitadas do ex-prefeito Francisco Carlos, que já tramitam pelas comissões do Legislativo, para votação? Se prevalecer o que eles – Ney Carteiro, Tia Cleusa, Décio Pereira e o sapiente Fabrício Dias – sempre defendem na tribuna da Casa, de que seguem as orientações do Tribunal de Contas, Chico Hair está ‘frito’…
Vala comum
Tem gente, quer dizer, vereadores, comissionados e efetivos da Câmara de Lorena contando os dias para que o ‘enTão’ presidente, caia na vala comum, ou seja, no plenário da igualdade, para ver sua reação sem os privilégios e recur$os da presidência, e provavelmente, com dois assessores a menos. Pelo que se comentam nos corredores da Casa Arnolfo Azevedo, é que poucos têm aguentado suas crises de histerismo e estrelismo ao mesmo tempo.
Plataforma 2020
Paulo Neme e Romeiro
Paulo Neme e Romeiro

Aliados do passado, Dr. Paulo Neme e João Bosco Romeiro ‘trocam cartas’ para decidir em qual palanque devem estar nas eleições de 2020, ou se recriam uma plataforma própria para o futuro pleito, já que a dupla não descarta a possibilidade de correrem juntos na mesma direção.

Num tabuleiro de preferências, a especulação política joga com certeza que o ex-prefeito é antagônico ao homem que perdeu as duas últimas, e simpático à filha da saudosa Consulesa.

Por outro lado, o ex-vice prefeito, como sempre versátil e aglutinador, serve muito bem de coringa com um (a) ou com outro, mas está sendo incentivado a pensar em candidatura própria com apoio maciço do pessoal que sobe a serra do Litoral.

Em Baixa

Piquete – O ex-vereador de Piquete, Sidnei de Barros, o Gato (PSD), que teve seu mandato de conselheiro tutelar cassado na última terça-feira. Apesar do órgão, que atua na defesa dos direitos das crianças e adolescentes, não divulgar oficialmente o motivo da decisão, corre pelas rodas políticas do município que Gato, “caiu do muro” após ser flagrado utilizando de forma indevida o carro oficial do Conselho Tutelar. Quando foi eleito vereador em 2008, Gato enfrentou investigação por recebimento indevido de cestas básicas do Conselho Tutelar, mesmo estando já recebendo da Câmara de Piquete.
Em Alta
Pindamonhangaba – O prefeito Isael Domingues, que anunciou na última semana o projeto de construção de dois terminais rodoviários no município. A melhoria, que contará com um investimento de R$ 8 milhões, atende principalmente uma antiga reivindicação das famílias do distrito de Moreira César, que atualmente não são atendidas por ônibus intermunicipais devido a ausência de um local adequado para o embarque e desembarque dos passageiros. Para que o projeto saia do papel, Isael aguarda a aprovação da Câmara para o financiamento dos recursos junto à Caixa Econômica Federal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>