Silveiras amplia atendimento fisioterapêutico na zona rural

Serviço é implantado em unidade de Saúde do bairro Bom Jesus; moradores deixam de se deslocar até o Centro em busca de atendimento

Setor de fisioterapia da ESF de Silveiras; cidade amplia atendimento de especialidade na Zona Rural (Foto: Reprodução)

Da Redação
Silveiras

A Prefeitura de Silveiras inaugurou no último fim de semana o setor de Fisioterapia do ESF (Estratégia de Saúde da Família) do bairro Bom Jesus. A ideia é reforçar a estrutura de uma área da Saúde na zona rural, atendendo a um antigo pedido dos usuários do equipamento público, que tinham que se deslocar até a região central em busca de atendimento.

De acordo com a secretaria de Saúde de Silveiras, desde a última sexta-feira (19), os moradores do Bom Jesus, que possuem alguma lesão ou doença que comprometem a locomoção, contam com o apoio de fisioterapeutas no EFS do bairro. Além do tratamento para reduzir as dores e limitações do corpo, os profissionais, através de uma série de equipamentos, realizam procedimentos preventivos para a identificação e diminuição do risco de contusões.

Até a semana passada, os pacientes do Bom Jesus eram atendidos pelos especialistas do Centro de Fisioterapia da Unidade Mista de Saúde, que fica na região central da cidade. Transportados pela Prefeitura, os moradores eram obrigados a encarar um longo percurso até o equipamento público central.

Segundo a secretaria de Saúde, as sessões de fisioterapia no ESF do Bom Jesus, que são oferecidas uma vez por semana, atualmente atendem 12 pacientes. Além de ressaltar a importância da ampliação da estrutura da unidade, o prefeito de Silveiras, Guilherme Carvalho (PSDB), revelou mais detalhes sobre o trabalho municipal executado na área fisioterapêutica. “Essa novidade contribuiu muito com esses pacientes do Bom Jesus, que agora não precisam mais se deslocar até o Centro. É importante ressaltar que há alguns anos já temos uma sala de fisioterapia funcionando em outro ponto da zona rural, mais precisamente no ESF do bairro Macacos”, frisou. “A Prefeitura também oferece o serviço de fisioterapia domiciliar aos moradores acamados, totalizando assim uma média mensal de cerca de quatrocentos atendimentos desta especialidade médica”, concluiu Carvalho.

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?