Cidades do Litoral se unem contra despejo de plástico no mar

Prefeituras firmam acordo para tentar reduzir danos ambientais; carta de compromisso é assinada por secretários

Reunião em Ilhabela que contou com a presença dos quatro secretários de Meio Ambiente dos municípios que integram o Litoral Norte (Foto: Divulgação PMI)

Lucas Barbosa
RMVale

Os secretários de Meio Ambiente das quatro cidades do Litoral Norte assinaram na última terça-feira (14), em Ilhabela, uma carta de compromisso em defesa da proposta “Oceano sem plástico”. O documento estabelece que os municípios promovam ações conjuntas que combatam a poluição no mar.

Além do prefeito de Ilhabela, Antônio Colucci (PL), o evento contou com as presenças dos secretários de Meio Ambiente, Tatiana Scian (Caraguatatuba), Francisco Graziano (Ilhabela), José Augusto de Carvalho (São Sebastião) e Sylvio Bohn (Ubatuba).

Além de projetos integrados entre as cidades e reuniões trimestrais entre os secretários, a carta de compromisso determina que as prefeituras adotem seis princípios para tentar reduzir o despejo de plásticos no mar. O primeiro é reduzir a aquisição pública de produtos fabricados à base de derivados de petróleo.  O segundo, estabelece que o Executivo deve apoiar a Câmara na aprovação de leis que proíbam ou restrinjam o uso de materiais plásticos no comércio municipal, favorecendo a substituição por produtos biodegradáveis. Já o terceiro, cobra a articulação municipal junto ao setor empresarial para que sejam promovidas ações que estimulem os estabelecimentos comerciais a utilizarem produtos alternativos aos plásticos, como em restaurantes e quiosques de praia.

As três últimas diretrizes definidas pelo documento são: reforçar programas de reciclagem e intensificar a limpeza pública das orlas das praias, implantar aulas de conscientização ambiental nas escolas municipais e incentivar o envolvimento das entidades ambientalistas e representativas, capazes de mobilizar a sociedade civil na proteção da biodiversidade marinha e na defesa da sustentabilidade dos oceanos.

O secretário de Meio Ambiente de Ubatuba, Sylvio Bohn, ressaltou a importância da integração entres as cidades do Litoral Norte na busca pela proteção do ecossistema marinho. “Trata-se de uma iniciativa que faz parte de uma campanha mundial diante do desafio na redução do uso de plástico. Sabemos que não é só uma questão da gestão pública, mas também do Legislativo e dos cidadãos, que podem contribuir com a diminuição de materiais plásticos, principalmente, em estabelecimentos que fiquem à beira das praias. Estamos engajados nessa proposta e desafio”.

A próxima reunião entre os secretários de Meio Ambiente do Litoral Norte deverá ocorrer até o fim da primeira quinzena de dezembro.

Preocupação – Um levantamento divulgado pela ONG Oceana em janeiro revelou que o Brasil possui uma média anual de despejo de 325 mil toneladas de plástico no mar. O estudo apontou ainda que, em média, a cada dez animais (aves, répteis e mamíferos marinhos) que ingerem plástico, pelo menos um morre.

Na preocupação sobre a necessidade de políticas de incentivo ao uso de materiais alternativos ao plástico, a ONG Oceana destacou em sua pesquisa que dados indicam que são produzidos quinhentos bilhões de itens descartáveis anualmente no país, atingindo a média de 15 mil por segundo.

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?