Para ajudar a UPA, Câmara de Lorena aprova “IPTU Solidário”

Proposta sugere doação através de boleto no carnê; 150 animais são atendidos

Cães em rua de Lorena; entidade atende animais recolhidos na cidade (Foto: Arquivo Atos)
Cães em rua de Lorena; entidade atende animais recolhidos na cidade (Foto: Arquivo Atos)

Lucas Barbosa
Lorena

Com apenas um voto contrário, a Câmara de Lorena aprovou, na última segunda-feira, um projeto que sugere a implantação do “IPTU Solidário”. A iniciativa, apresentada pelo vereador Maurinho Fradique (PTB), possibilitaria que os contribuintes realizassem doações para UPA (União Protetora dos Animais) através de um boleto extra no carnê.

Há quase vinte anos atendendo cães e gatos abandonados, a UPA é uma organização sem fins lucrativos, que abriga atualmente cerca de 150 animais. De acordo com a entidade, todo o seu suporte financeiro vem de doações. Além de oferecer abrigo, a UPA é responsável por fornecer medicamentos e alimentos para animais, resgatados após serem vítimas de abandono, atropelamento ou maus tratos.

Buscando ajudar o trabalho da organização, Fradique elaborou um projeto que permite a população fazer contribuições facultativas através de uma folha extra e anexada no carnê do IPTU. As doações não teriam um valor mínimo estabelecido, e seriam transferidas automaticamente para a conta bancária da instituição.

O projeto foi aprovado na última sessão e obteve somente o voto contrário do vereador Beto Pereira (DEM).

Para Fradique, além da medida beneficiar consideravelmente o trabalho da UPA, ela também respeita o princípio da economicidade e eficiência, já que gera receita para a entidade sem onerar os cofres públicos. “Caso o projeto entre em vigor, a população terá um canal mais prático para poder ajudar a UPA. Com mais recursos, a organização terá uma maior estrutura podendo até comprar viaturas para os resgates. É notaria a grandeza do trabalho prestado por esses voluntários que dedicam suas vidas a ajudarem tantos animais”.

O parlamentar revelou ainda que após a aprovação legislativa, ele conversou sobre o projeto com o prefeito, Fábio Marcondes (PSDB). “O prefeito foi muito receptivo à ideia, explicando que em breve o projeto será encaminhado para análise do departamento jurídico. Caso o projeto necessite de alguma alteração, a farei para que o Executivo tenha condições para sancioná-lo. Estou otimista e sei que esta iniciativa poderá ajudar muito a UPA”.

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?