Semana de chuva causa série de transtornos na região

Guaratinguetá e Aparecida foram os municípios mais afetados; foram 81 milímetros de chuva em 24 horas

Água pela canela; chuvas da semana causaram uma série de estragos nas cidades do Vale do Paraíba (Foto: Thais Fonseca)
Água pela canela; chuvas da semana causaram uma série de estragos nas cidades do Vale do Paraíba (Foto: Thais Fonseca)

Miguel de Sá
Regional

As chuvas dos últimos dias causaram estragos na região. Na última terça-feira, as cidades da região ficaram em estado de alerta para possíveis alagamentos, enxurradas, deslizamento de terra, falta de luz e água. Guaratinguetá, Aparecida e Lorena foram os municípios que mais sofreram com as chuvas que começou às 18 horas e durou pela madrugada.

A Defesa Civil das cidades alertam a população para tomar cuidados com as margens dos rios e áreas de encosta pela possibilidade do rio encher. “Nenhuma ocorrência do Corpo de Bombeiro ou da Defesa Civil foi registrada durante o temporal, mas o Rio Paraíba subiu sessenta milímetros na madrugada de terça para quarta-feira”, contou o responsável pela Defesa Civil de Cruzeiro Leandro Santiago.

Já em Lorena, a chuva deixou uma ponte interditada desde o temporal de terça-feira, na avenida Marechal Argolo, próximo ao 5º Batalhão de Infantaria Leve. De acordo com a Prefeitura, ainda não há previsão da ponte normalizar o trânsito.  “A chuva foi bem forte e barulhenta, mas graças a Deus não encheu de água na minha rua ou na minha cama”, relatou a cabeleireira, Julia Souza de 24 anos.

Aparecida e Guaratinguetá sofreram mais com o temporal. De acordo com a Cemaden (Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais) choveu 81 milímetros em apenas 24 horas nos municípios. Para melhor atender à população, a secretaria da Assistência Social de Guará colaborou nos atendimentos com a Defesa Civil para socorrer à população.

Os bairros Vista Alegre, Jardim Esperança e Jardim do Vale foram os mais atingidos, uma escola teve o prédio invadido por água e muro tombado, o fornecimento de água e coleta de lixo foram prejudicados nos últimos dias. A assistente de Marketing da TT Aparecida, Isabelle Praxedes, de 25 anos alegou que houve congestionamento na Via Dutra devido à falta de visibilidade no trânsito “Ficamos parados uns quarenta minutos, até que o trânsito retomou o fluxo normalmente. O volume da água estava muito alto, felizmente não ocorreu nenhum acidente”.

Para a população interessada em falar com a Defesa Civil ou com o Corpo de Bombeiros os números são 199 e 193.

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?