Câmeras do COI começam a operar neste mês em Guará

Prefeitura implanta fase de teste durante o mês; equipamento do Santa Mônica é atingido por seis tiros nesta semana

Leandro Oliveira
Guaratinguetá

Implantação de câmeras do sistema de monitoramento em Guaratinguetá; COI inicia operação em janeiro (Foto: Juliana Aguilera)
Implantação de câmeras do sistema de monitoramento em Guaratinguetá; COI inicia operação em janeiro (Foto: Juliana Aguilera)

Prometido para o fim do ano passado, o COI (Centro de Operações Integradas) da Polícia Militar deve começar a operar até o fim deste mês, em Guaratinguetá. A central vai contar com quarenta câmeras de monitoramento, que vão auxiliar na segurança das principais vias do município e na fiscalização do trânsito. Mas mesmo sem ter iniciado as operações, um dos equipamentos do COI foi alvo de vandalismo no bairro Santa Mônica e acabou alvejado por disparos de armas de fogo.

Inicialmente, o Executivo trabalhava com a projeção de inauguração da Central para o fim de dezembro, mas a construção do espaço que será utilizado como base para o monitoramento não foi concluída a tempo. As câmeras já foram instaladas e as operações terão uma fase de teste, que terá início em janeiro. Os equipamentos serão utilizados para monitorar o município e até auxiliar na aplicação de possíveis infrações de trânsito, como falta de sinto de segurança, ultrapassagem em local proibido, tráfego pela contramão e desrespeito a sinalização de semáforos.

O secretário de Mobilidade Urbana de Guaratinguetá, Marco Antônio “Major” de Oliveira confirmou a nova projeção do Executivo para o início do serviço. “Estamos em fase de teste. Durante o mês vamos verificar a compatibilidade e configuração de todo o conjunto do COI, da Central, e daquilo que foi instalado na vias municipais”, afirmou.

O investimento na segurança é de R$ 4,8 milhões, sendo R$ 80 mil pagos por mês em um contrato com duração de cinco anos. A manutenção dos equipamentos não ficará sob responsabilidade do Executivo, mas sim da vencedora do certame licitatório. Caberá ao Executivo a fiscalização dos equipamentos e do sistema de monitoramento.

A central de operações está praticamente concluída, segundo o secretário. “É um conjunto, tanto do centro de operações integradas como da instalação nas vias municipais. Então, com isso, nossa pretensão é inaugurar o quanto antes, em janeiro, oficialmente todo o sistema”, concluiu Oliveira.

Em janeiro serão aplicados treinamentos para os profissionais que vão trabalhar direta ou indiretamente com o COI, como os agentes de trânsito, agentes da Defesa Civil e servidores da fiscalização.

Ataque – Um equipamento que faz parte do sistema de monitoramento que ainda não foi inaugurado virou alvo de disparos de arma de fogo. O equipamento estava instalado próximo ao residencial Santa Mônica e foi atingido por pelo menos seis tiros. Atitude semelhante aconteceu em Taubaté, quando as câmeras do COI foram instaladas em 2014. Na época, a câmera teve parte da fiação cortada.

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?