Ubatuba proíbe entrada de ônibus turísticos e limita comércio

Medidas tentam evitar contágio da Covid-19; serviços essenciais seguem em funcionamento

Ação conjunta entre Prefeitura e PRE para fiscalizar acessos à cidade; rodovias serão suspensas a partir de sábado para visitantes (Foto: Divulgação PMU)

Lucas Barbosa
Ubatuba

Registrando 31 casos suspeitos do novo coronavírus, a Prefeitura de Ubatuba anunciou na última quinta-feira um plano de medidas para limitar as atividades comerciais e a entrada de turistas no município. Além de montar barreiras de fiscalização nos trechos de acesso à cidade, o Executivo impede as atuações de vendedores ambulantes e de diversos tipos de estabelecimentos.

O decreto do prefeito Délcio Sato (PSD) estabelece a proibição da circulação de vans, ônibus e micro-ônibus turísticos pelo município litorâneo, através das suspensões de suas guias permissionárias. Para inibir o descumprimento da medida e multar os infratores, a Prefeitura mantém equipes de fiscalização, que contam com o apoio da Polícia Rodoviária Estadual, em todos os pontos de acesso à cidade. Além de barrar a entrada de transportes coletivos turísticos, o trabalho conjunto orienta os visitantes de motocicletas ou carros de passeio a retornarem para suas cidades de origem. “As forças de segurança e as equipes de Vigilância Sanitária estão nas três divisas da cidade realizando esta fiscalização que visa proteger nossa população. Também estamos percorrendo as praias tentando conscientizar os turistas a retornarem aos seus lares. Em relação as restrições ao comércio, as medidas preventivas foram tomadas de comum acordo com os líderes dos segmentos”, explicou o presidente do Comtur (Companhia Municipal de Turismo), José Americano.

Em apoio ao decreto, a Justiça restringiu temporariamente todas as estradas de acesso a Ubatuba, nesta sexta-feira. Rodovias como Oswaldo Cruz e Rio terão a ação de bloqueio.

Será permitida apenas a entrada de veículos de emergência, transporte e abastecimento de suprimentos e de prestação de serviços essenciais que sejam comprovado o vínculo com moradores de Ubatuba ou a passagem para outra município.

Segundo a Polícia Rodoviária Estadual, os bloqueios de acesso a cidade serão feitos na base da PRE na descida de serra e na base da Tabatinga, em Caraguatatuba, a partir das 7h deste sábado.

Buscando evitar aglomerações, que propiciam a disseminação do novo coronavírus, o decreto determina também a suspensão por trinta dias do funcionamento de estabelecimentos comerciais considerados não essenciais à população como: academias, aquários, bares, casas noturnas, cinemas, estacionamentos, hotéis, hostels, galerias de lojas, pousadas, quiosques e shoppings.

Caso sejam flagrados desrespeitando a ordem, os locais deverão ser multados, correndo o risco de terem cassadas suas licenças.

Em contrapartida, poderão continuar de portas abertas os locais de serviços essenciais como: bancos, restaurantes, postos de combustíveis, farmácias e supermercados, sendo os dois últimos obrigados a atenderem apenas idosos entre as 8h e 10h, evitando que este público, mais vulnerável ao coronavírus, tenha contato com os demais pelos corredores e filas. “O objetivo é diminuir a circulação de pessoas para não ser pior depois. O importante é saber que, mesmo que haja prejuízo financeiro, ele será muito maior caso o quadro da doença se amplie”, ressaltou o diretor da Vigilância Sanitária, Antenor Benetti.

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?