Estado mantém Merenda Em Casa com investimento de R$ 50 milhões à alunos em situação de pobreza

Ação tenta reduzir impactos da pandemia na segurança alimentar, com foco em crianças matriculadas na rede estadual de ensino

Uma das escolas estaduais de Pinda; Estado mantém recursos do Merenda em Casa para alunos da rede estadual (Foto: Bruna Silva)

Bruna Silva
RMVale

O Governo do Estado de São Paulo mantém o trabalho iniciado na primeira semana de abril com o pagamento do “Merenda Em Casa” para cerca de 920 mil alunos da rede pública estadual. O valor de R$ 55 foi disponibilizado desde o último dia 7.

Segundo o governador João Doria (PSDB), o programa é financiado com recursos oriundos da alimentação escolar e destinado aos alunos que vivem em vulnerabilidade social e recebem mensalmente o benefício para a compra do alimento em casa.

Para o funcionamento da nova fase do Merenda em Casa, o Estado investirá mensalmente R$ 50,6 milhões. A previsão era que o pagamento continuasse durante a suspensão das aulas presenciais.

Durante a fase emergencial, a mais restritiva desde o início da pandemia, as escolas estaduais continuaram abertas para que os alunos pudessem se alimentar, independente de recebimento do benefício. O secretário estadual de Educação, Rossieli Soares, destacou que esse é um apoio importante para o combate à fome durante a crise. Em abril, houve recesso da rede estadual por 15 dias, com recomendação para que escolas municipais e privadas sigam o mesmo procedimento.

Os estudantes aptos para o programa são aqueles que estão em situação de pobreza, em famílias com renda mensal de até R$ 178,00 por pessoa, registrados no Cadastro Único e beneficiárias do Programa Bolsa Família.

O pagamento acontece por meio do aplicativo PicPay, sem que haja cobrança de taxas sobre as operações. É preciso baixar o aplicativo no celular, criar uma conta com nome, CPF (Cadastro da Pessoa Física) e data de nascimento, além de validar a identidade. Após a confirmação, o governo do Estado afirmou que o benefício é pago.

Para consultar a situação do pagamento, além de tirar dúvidas sobre como funciona o programa há o site merendaemcasa.educacao.sp.gov.br.

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?