“Avança Guará” projeta ações para o desenvolvimento econômico no pós-pandemia

Iniciativa de parceria entre Prefeitura, órgão e investimento privado tem como diretriz estruturar o desenvolvimento com foco em geração de emprego e renda

O secretário de Governo, João Vaz, que está a frente do Avança Guará; foco na economia do pós-pandemia (Foto: Fabiana Cugolo)

Fabiana Cugolo
Guaratinguetá

Iniciativa da Prefeitura de Guaratinguetá com objetivo de fomentar o desenvolvimento econômico na cidade no período pós-pandemia, o programa “Avança Guará” já conta com as primeiras atividades no município. A proposta é criar condições de qualificação para empreendedores e a estruturação da cidade.

Entre os pilares da iniciativa, o PAD (Plano de Aceleração do Desenvolvimento) que conta com ações como o início das obras do novo Santuário de Frei Galvão no último mês. A construção, que pertence à Igreja Católica e tem o apoio da Prefeitura na busca por parceiros e investidores, com o intuito de captar recursos para agilizar o processo de construção do novo espaço. Outra ação foi a privatização do Aeroporto Edu Chaves, que é promessa de maior número de visitantes em Guaratinguetá, em especial, pelo turismo religioso.

Ainda de acordo com o secretário de Governo, João Vaz, o “Acelera Guará” projeta o crescimento da cidade e durante o período de pandemia já acontecem tratativas com investidores. “Mesmo no momento de pandemia nós não paramos de receber semanalmente empresários querendo investir no ramo da construção civil. Temos negociações com empresários internacionais querendo trazer empresas para a cidade. Negociações que estão caminhando, podendo surtir efeito no futuro”, revelou.

A expectativa da gestão do prefeito Marcus Soliva (PSC) é de que até o fim do mandato R$ 100 milhões sejam investidos dentro do PAD.

Além da estrutura de obras e ampliação de condições do município para novos investimentos, o planejamento foca atividades para atender pequenos negócios.

Entre suas ações e projetos contará com capacitação profissional para população ofertada por meio da parceria entre Prefeitura, Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas), Senac (Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial) e Aceg (Associação Comercial e Empresarial de Guaratinguetá) que dará suporte a novos empreendedores da cidade.

De acordo com o secretário de Governo, além destas instituições, os maiores parceiros da iniciativa serão os próprios cidadãos. “O empreendedor terá condições de fazer treinamentos nas áreas de gestão de negócios, criação de empresas, como MEI (Micro Empreendedor Individual), para que ele possa investir em si mesmo. Em tempos de pandemia, muitas pessoas perderam o emprego, e buscam alternativas informais, e a informalidade é prejudicial à economia, porque a pessoa não consegue gerar emprego de maneira correta, não recolhe impostos, não tem sua atividade sendo computada naquilo que determina o crescimento econômico da cidade. Então queremos dar esse incentivo”, explicou.

Outros projetos do plano de retomada também serão ligados à área do empreendedorismo. Um deles é a ‘Sala do Empreendedor’, serviço que ficará na sede da Aceg com objetivo de realizar a abertura de empresas de forma ágil, em um período de 24 a 48 horas. Outra iniciativa direcionada ao novo empreendedor é o ‘Centro de Inovação’, que funcionará no campus da Unesp de Guaratinguetá.

A Aceg estará também em ações e promoções para incentivar o consumo local dos moradores no comércio e na prestação de serviços. Outro setor que receberá atenção do programa é o de eventos, um dos mais afetados pela pandemia. O plano da Prefeitura inclui auxiliar a retomada desta área de acordo com as mudanças de restrições que o período impõe.

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?