Estado garante R$ 13 milhões para pavimentação em Potim

Avenida de acesso às penitenciárias é contemplada; ação beneficia oito bairros

Servidores durante trabalho de pavimentação com bloquetes, em Potim; Prefeitura anuncia R$ 13 milhões em obras (Foto: Reprodução PMP)

Da Redação
Potim

Após tratativas com o Governo do Estado, a Prefeitura de Potim confirmou no fim da última semana que firmará um convênio de R$ 13 milhões com o DER (Departamento de Estradas de Rodagem) para o recapeamento asfáltico das duas principais vias da cidade. A recuperação de um dos trechos, que dá acesso às penitenciárias, atende a um pedido da Promotoria de Justiça.

De acordo com a gestão da prefeita Erica Soler (PL), as tratativas com o Estado para a viabilização de melhorias na estrada Rafael Américo Raniere e na avenida Miguel Vieira dos Santos foram iniciadas em 2019. Enquanto a primeira via liga os bairros Vila Olívia e CDHU, a segunda corta os bairros Jardim Alvorada, Morada dos Marques, Vista Alegre, João Daniel, Miguel Vieira e Soares.

Dando acesso às Penitenciárias 1 e 2 de Potim, conhecidas como P1 e P2, a avenida Miguel Vieira foi alvo de reclamações por parte da direção da prisão no ano retrasado. A Promotoria de Justiça de Aparecida solicitou o recapeamento da via à Potim, já que os buracos e demais problemas da pista estavam prejudicando o deslocamento e a conservação dos veículos oficiais de transporte de detentos.

Após os pedidos da Prefeitura de apoio financeiro ao Estado para a obra, uma equipe do DER realizou uma visita técnica na avenida em 10 de janeiro de 2020. Além desta via, o Executivo solicitou também recursos para a estrada Rafael Américo Raniere, uma das mais movimentadas da cidade.

Depois de 14 meses de espera, Erica foi informada na última semana que o Estado custeará o recapeamento, através da celebração de um convênio entre o DER e Potim.

Além de mencionar o pedido da Promotoria de Justiça, o secretário de Planejamento de Potim, Hiancen Santos, ressaltou a necessidade das obras.  “Além de dar acesso aos presídios, a avenida Miguel Vieira tem um alto fluxo de veículos e liga os dois bairros mais afastados da cidade. A vida útil do seu pavimento já chegou ao fim há cerca de cinco anos. Em relação a estrada Rafael Américo, que é muito estreita, apesar de seu pavimento não estar tão deteriorado, ela poderá ser ampliada”.

De acordo com o Executivo, ainda não é possível cravar o mês de início da obra, já que isto dependerá do andamento do processo licitatório organizado pelo Estado. A duração estimada das obras é de aproximadamente seis meses, mas o cronograma pode sofrer alteração, após a licitação.

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?