Lorena amplia pavimentação e aguarda convênios para novas estradas vicinais

Com foco na mobilidade urbana, além de recapeamentos, obras devem expandir número de ciclovias na cidade

Trabalho de pavimentação pelas ruas da cidade; Prefeitura anuncia novas liberações do Governo do Estado para infraestrutura (Foto: Reprodução)

Rafaela Lourenço
Lorena

Com o foco na recuperação da zona rural, Lorena além de firmar um novo convênio com o Estado para mapeamento, segue com as obras de pavimentação de estradas vicinais. Após a finalização de trechos, o Município aguarda liberações do DER (Departamento de Estrada e Rodagem), para projetos que interligam Guaratinguetá e Cunha.

Com um investimento de aproximadamente R$ 2 milhões, Lorena concluiu a pavimentação da Serra Bonita e deve entrar na fase final das obras na Serra do Tarumã, importantes acessos ao bairros Sertão Velho e Pinhal Novo. A região, onde moram cerca de cinquenta famílias, segue com as obras de infraestrutura em um trecho de 1,5 quilômetro.

De acordo com a secretária de Obras e Planejamento Urbano, Rosana Reis, os trabalhos na região de serras íngremes devem ser entregues no início deste mês. “Havia muito problema. Na época de chuva principalmente, os carros não conseguiam subir. Essa pavimentação vai ajudar muito, como no transporte escolar, o pessoal da Saúde que vai pra lá diariamente e o dia a dia dos fazendeiros”.

Rosana ressaltou também que o Governo do Estado contemplou o bairro Ponte Nova, com a recuperação funcional da vicinal que liga o bairro até a unidade da EEL USP (Escola de Engenharia de Lorena – Universidade de São Paulo). A extensão de 3,5 quilômetros será recapeada e analisada a possibilidade de instalação de uma ciclovia. A obra estimada em R$ 3.233,897 está em processo de licitação pelo DER e deve ser iniciada ainda este ano.

Quanto aos projetos em aberto junto ao DER, Lorena busca a mesma recuperação da estrada da Santa Lucrécia e do Porto do Meira. “Esses já estão no DER com projeto pronto esperando o governo liberar para fazer essas licitações”, frisou.

A chefe da pasta também ressaltou o projeto para pleitear a SP-171 José de Carvalho, vicinal com cerca de 12 quilômetros de extensão, que liga Lorena, Guará e Cunha. O orçamento gira em torno de R$ 44 milhões para dividir entre os dois municípios.

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?