Obras abrem novos acessos à Dutra em Lorena e Roseira

Com investimento superior a R$10 milhões, obras tentam facilitar acesso à rodovia que corta o Vale

Trecho da rodovia Presidente Dutra, na altura de Lorena; concessionária deu início às obras para facilitar acesso no Vale do Paraíba (Foto: Rafaela Lourenço)
Trecho da Dutra, na altura de Lorena; concessionária deu início às obras para facilitar acesso na Região (Foto: Rafaela Lourenço)

Da Redação
Região

Para evitar acidentes e reforçar a segurança na rodovia Presidente Dutra, a região receberá mais quatro novas passarelas. Lorena e Roseira estão entre as cidades contempladas. O investimento total ultrapassa a casa dos R$ 10 milhões, e o prazo de conclusão é para o segundo semestre.

A ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) liberou a construção de 18 passarelas por toda a rodovia neste ano, para dar mais segurança aos usuários, aos moradores próximos a Dutra e aos funcionários de empresas também localizadas próximo à rodovia.

Na região, três cidades foram contempladas, São José dos Campos e Lorena (onde as obras já foram iniciadas), além de Roseira, que tem previsão para o início dos trabalhos entre março e abril.

Em Lorena a estrutura será construída no km 54,5, entrada para o município pela avenida Carrolton, próximo a antiga Nexans, com investimento de R$ 2,5 milhões. Já em Roseira a concessionária implantará duas passarelas no km 77,6, com investimento de R$ 2,8 milhões, e no km 81,8, com investimento de R$ 2,4 milhões. Todas as obras serão entregues no segundo semestre. “A segurança viária é uma preocupação constante para a Concessionária e, certamente, as novas passarelas serão um grande ganho para os usuários e para a população que vive no entorno da rodovia”, ressaltou o gestor de atendimento da CCR NovaDutra, Virgílio Leocádio.

Lorena também passa por obras de modernização do viaduto de acesso à cidade, no km 52,7 da rodovia, foco de reclamações sobre a falta de segurança para os pedestres e ciclistas, e principalmente a falta de ordenamento do tráfego de veículos. No local, a estrutura será reforçada e receberá a implantação de acostamentos e áreas de passeio para pedestres.

Em entrevista ao Jornal Atos em janeiro, a concessionária explicou, através de nota oficial, que além da construção de acostamentos, o serviço alargará a estrutura do viaduto, dando segurança aos pedestres e ciclistas que passam embaixo da construção para terem acesso à Peixoto de Castro ou as entradas do Santa Lucrécia e Jardim Novo Horizonte. A expectativa é que a obra, orçada em R$ 904 mil, seja concluída até novembro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>