EDP inaugura subestação de energia em Roseira

Companhia investe R$ 15 milhões no empreendimento, que beneficiará 88 mil clientes de Roseira, Aparecida e Pindamonhangaba

Nova subestenção em Roseria; empreendimento milionário promete beneficiar três cidades (Foto: Divulgação EDP)

Da Redação
Roseira

A EDP, distribuidora de energia elétrica responsável pelo fornecimento à RMVale (Região Metropolitana do Vale do Paraíba e Litoral Norte), inaugurou a primeira subestação de Roseira. O empreendimento, que beneficiará 88 mil clientes das cidades de Roseira, Aparecida e Pindamonhangaba, contou com um investimento de R$ 15 milhões, gerando mais de 230 postos de trabalho durante toda a obra.

A subestação foi construída em uma área de três mil metros quadrados no bairro Vila Roma em Roseira. São dois transformadores de potência de 12,5 MVA distribuídos em quatro alimentadores de média tensão, o que elevará significativamente a capacidade do sistema local, assegurando a infraestrutura elétrica necessária para o crescimento econômico da cidade de Roseira e região, além de melhorar a qualidade do serviço fornecido aos clientes.
“Com este importante investimento em Roseira, a EDP reforça seu compromisso com os clientes. A construção, ampliação e modernização de subestações e linhas de distribuição são fundamentais para garantir o atendimento ao mercado, reforçando a confiabilidade do sistema atual e ampliando a qualidade do fornecimento dentro de elevados padrões técnicos e de segurança”, destacou a diretora da EDP em São Paulo, Cristiane Fernandes.

A subestação Roseira foi projetada e construída com um sistema de acústica para evitar a propagação do som para o meio externo. É composta por transformadores a base de óleo vegetal, o que reflete a atenção plena da Companhia com a redução de qualquer impacto ao meio ambiente. A estação é 100% digitalizada e tem sua supervisão, comando, controle e proteção operados de forma remota pelo Centro Integrado de Operações da EDP, em São José dos Campos.

Para conectar a subestação de Roseira ao sistema existente da EDP foi construída uma nova rede com mais de oito quilômetros de extensão, com tecnologia de rede compacta e protegida, mais resistente a agentes externos, principalmente vegetação, que são os principais fatores de interferência no sistema elétrico local. Neste percurso, foram implantados 350 postes e instalados 15 equipamentos de proteção e de manobras de carga.

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?