André Bertulino assume Potim em meio à nova crise política

Mandato de três meses começa com reunião com servidores e busca de nome para a Saúde

O ex-presidente da Câmara, André Bertulino, que após o afastamento de Nenê, assumiu a Prefeitura na última segunda-feira (19) (Foto: Leandro Oliveira)
O ex-presidente da Câmara, André Bertulino, que após o afastamento de Nenê, assumiu a Prefeitura na última segunda-feira (19) (Foto: Leandro Oliveira)

Leandro Oliveira
Potim

Com o afastamento de Edno Félix, o Nenê (PSD), na última sexta-feira, André Bertulino (DEM) assumiu a Prefeitura de Potim. O então presidente da Câmara tomou posse no último sábado e já iniciou os trabalhos no Executivo nesta segunda-feira.

Ele visitou secretarias, unidades de saúde, escolas e a sede da merenda escolar municipal. A agenda do recém-empossado prefeito de Potim começou cedo. Às 7h, Bertulino visitou o departamento de obras, postos de saúde e escolas.

Ele se reuniu com os servidores municipais ainda pela manhã e contou que muitos dos funcionários estão assustados com a reviravolta no comando do Executivo. “Boa parte dos trabalhadores estão na frente de trabalho e com o salário atrasado há um mês. A preocupação deles é de sofrerem alguma retaliação, mas eu deixei claro que não vamos perseguir ninguém. Pelo contrário. Vamos olhar quem realmente está trabalhando e eles vão continuar desempenhando suas funções dentro do município”, contou.

Ele mal assumiu a administração municipal e já tem um problema pela frente. A ex-secretária de Saúde, Gislaine Félix, foi afastada do Executivo, assim como o ex-prefeito, Nenê. Por enquanto, Bertulino relocou uma concursada para a função, até que defina um nome fixo para a pasta. “Eu estudo outro nome para assumir essa pasta. Vou me reunir com o jurídico. É difícil eu me pronunciar sobre quem deve ou não assumir, pois eu estou chegando somente agora”, respondeu.

Bertulino garantiu que foi surpreendido com a informação de que poderia assumir o Executivo. Na quinta-feira, a notícia sobre o afastamento de Nenê havia vazada graças à falha do sistema do site do Tribunal de Justiça. “Eu não estava esperando assumir a Prefeitura. Assumo por conta de uma ordem judicial e eu vou me empenhar em fazer o melhor para a cidade. Não sei quanto tempo vou ficar aqui. O prefeito foi afastado, mas pode ser que ele volte a qualquer momento”, explicou.

O atual prefeito lamentou os últimos dois anos políticos da cidade. Ele é o terceiro a assumir o Executivo em menos de dois anos. “É uma situação precária, difícil. Tenho certeza que a maioria da população não concorda com o que aconteceu, principalmente com o assassinato de Benito Thomaz, em 2014 (o ex-prefeito foi morto em praça pública). Mas estamos aqui para tentar dar uma nova vida à cidade, que está manchada por esses acontecimentos”.

Como deixou a presidência da Câmara para assumir a Prefeitura, a cadeira de Bertulino foi ocupada por William Amaral (PV). Já a vaga de Amaral será ocupada pela suplente Maria Aparecida Martins Resende.

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?