Pinda registra primeiro contágio de coronavírus

Infectada após viagem turística, jovem de 18 anos é tratada em casa; cidade chega a 95 notificações da doença

O PS de Pindamonhangaba; município registra caso de Covid-19 em jovem de 18 anos que segue em isolamento domiciliar (Foto: Bruna Silva)

Bruna Silva
Pindamonhangaba 

Pindamonhangaba confirmou, na noite de segunda-feira (6), seu primeiro caso de coronavírus. Em pronunciamento pelo Facebook, o prefeito Isael Domingues (PL) afirmou que a paciente passa bem e está fazendo o isolamento social como recomendado pela OMS (Organização Mundial de Saúde).

De acordo com informações da secretaria de Saúde, a mulher, de 18 anos, teria se infectado durante uma viagem turística.

A paciente aguarda o resultado dos exames, coletados há 15 dias, isolada em casa. Seu estado de saúde não requer assistência médica direta.

A secretaria de Saúde, Valéria dos Santos, destacou que a cidade possui pacientes internados que não pertencem ao grupo risco. “Todos somos passíveis de pegar o vírus. O grupo de risco não terá, talvez, condições de combater o vírus e precisará de um leito de hospital”.

Além dela, mais 65 pessoas seguem aguardando os resultados. Até o momento, ao menos vinte casos já foram descartados e 95 notificados para a Covid-19.

O prefeito retomou o pedido para que as pessoas façam a quarentena. “Por favor, fiquem em casa, pois o isolamento social ainda é a melhor forma de evitar a propagação do vírus”.

Devido a prorrogação da quarentena estadual, anunciada pelo governador, João Doria (PSDB), o Comitê de Enfretamento à Covid-19 definiu um novo decreto que deve ser publicado ainda nesta terça-feira (7) com novas medidas de prevenção.

Morte suspeita – Ainda na segunda-feira, a Prefeitura passou a investigar a morte de um idoso, de 81 anos, que estava internado num hospital rede privada de Taubaté. Outros dois óbitos seguem em investigação. Não há, até o fechamento desta edição, morte confirmada por Covid-19, em Pinda.

 

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?