Em nova negociação, Sindicato garante cinquenta empregos na Gerdau

Debate entre empresa e categoria assegura funcionários e condições melhores que as estabelecidas em Medida Provisória do Governo Federal

Bruna Silva
Pindamonhangaba

Após uma nova negociação entre Gerdau e Sindicato, os funcionários aprovaram em assembleia, na última terça-feira (8), um acordo que visa garantir os empregos de cerca de cinquenta trabalhadores que fazem parte do grupo de risco da Covid-19. A reunião ocorreu na sede do sindicato e determinou que os funcionários, que já estavam fora da fábrica desde o último ano, continuem afastados devido ao risco de contraírem o novo coronavírus.

Eles terão a garantia de recebimento de 80% do salário líquido e o décimo terceiro será pago de forma integral, os descontos de

Sede do Sindicato dos Metalúrgicos, que garantiu acordo com a Gerdau para manter empregos (Foto: Bruna Silva)

convênio médico e cooperativa de crédito serão congelados. Depois do término do acordo firmado, os metalúrgicos terão ainda a garantia de emprego por mais três meses.

A classe afirmou que vem negociando uma série de acordos para manter todos em seus postos de trabalho. “É um acordo difícil de construir porque a empresa já tem a Medida Provisória na mão, mas com muita persistência conseguimos avançar, mostrando que a produção agora está melhor e assim conseguimos essa proposta, ela ficou até melhor do que o acordo do ano passado”, relatou o presidente do Sindicato, André Oliveira.

Segundo a classe, a ação ainda é melhor que a Medida Provisória 1.045, que prevê suspensão temporária do contrato de trabalho e também a redução salarial conforme a carga horária desempenhada.

Atuante no ramo do aço, a Gerdau emprega mais de duas mil pessoas somente na unidade de Pindamonhangaba.
Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?