Tio confessa ter estuprado menina de seis anos em Lorena

Criminoso é flagrado pela polícia com crack durante patrulha de rotina no Vila Simão; Estado aponta queda dos índices de estupro na RMVale

Equipes da Rocam prenderam estuprador confesso em Lorena; ação teve reforço policial (Foto: Reprodução)

Da Redação
Lorena

Acusado de violentar a própria sobrinha, um morador de Lorena segue preso quatro dias depois de ser detido em flagrante pela Polícia Militar. Na prisão, na tarde da última sexta-feira (23), os policiais encontraram uma quantidade de entorpecentes com o acusado.

Segundo a PM, equipes da Rocam (Ronda Com Apoio de Motocicletas) patrulhavam o bairro Vila Simão em busca de um procurado pela Justiça pelo crime de estupro de vulnerável (quando a vítima tem menos de 14 anos ou é portadora de necessidade especial) praticado contra uma menina de apenas seis anos no início da última semana.

Durante as buscas, os policiais se depararam com um pedestre com as mesmas caraterísticas físicas descritas no boletim de ocorrência.

Ao ser abordado, o homem, flagrado com um pedaço de crack, confessou que havia violentado a própria sobrinha. Tentando justificar o ato, ele afirmou que estava drogado no momento do crime.

Percebendo a movimentação, um grupo de moradores do bairro se aproximou do criminoso e passou ameaça-lo de linchamento. Na sequência, as equipes da Rocam acionaram o reforço policial, que conseguiu conduzir o estuprador em segurança até à viatura e na sequência encaminha-lo à Delegacia de Lorena, onde permanece à disposição da Justiça.

O crime em 2021 – Dados divulgados pela secretaria estadual de Segurança Pública apontam que a RMVale (Regnião Metropolitana do Vale do Paraíba e Litoral Norte) registrou queda de 34% nas ocorrências de estupro no primeiro trimestre de 2021 em relação ao mesmo período do ano anterior.

De acordo com o laudo, foram 36 denúncias de violação sexual neste ano contra 55 nos três primeiros meses de 2020. Somente em março, a queda é ainda maior: 11 queixas contra 20 no março do ano anterior.

Já nos dados referentes a estupro de vulnerável (prática de relação com menores de 14 anos ou portadores de enfermidades e transtorno mental), as cidades da RMVale tiveram aumento de 5% em relação a 2020. Foram 124 denúncias em 2021, contra 118 no ano passado.

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?