Estado libera R$ 3 milhões para Lorena “aliviar” Santa Casa

Recurso era aguardado por Ballerini desde meados de junho; Hospital tenta reequilibrar finanças em meio à alta demanda de pacientes de outras cidades

Ballerini recebe documento do convênio estadual que garante R$ 3 milhões para o setor da Saúde (Foto: Divulgação PML)

Lucas Barbosa
Lorena

Atendendo à uma reivindicação da Prefeitura de Lorena, o Governo do Estado confirmou na última quarta-feira (29) a liberação de R$ 3 milhões ao Município para o fortalecimento do setor da Saúde. Segundo o Executivo, o montante será destinado à Santa Casa, que enfrenta dificuldades financeiras diante da alta demanda de atendimentos de pacientes de outras cidades da região.

Durante cerimônia realizada no Memorial da América Latina, que fica na zona oeste de São Paulo, o governador Rodrigo Garcia (PSDB) anunciou a liberação de R$ 24,3 milhões para melhorias na área da Saúde de 11 cidades, sendo Lorena a única contemplada da RMVale (Região Metropolitana do Vale do Paraíba e Litoral Norte). Escolhido no evento para representar os municípios beneficiados, o prefeito de Lorena, Sylvio Ballerini (PSDB), subiu ao palco para a celebração do convênio ao lado de Garcia e do secretário estadual de Saúde, Jean Gorinchteyn.

De acordo com a atual gestão municipal, em breve o recurso conquistado será encaminhado integralmente à Santa Casa para o fortalecimento de seus serviços prestados aos usuários do SUS (Sistema Único de Saúde). O destino da verba já havia sido sinalizado por Ballerini no último dia 10, durante entrevista ao programa Atos no Rádio. Na ocasião, o prefeito revelou que havia recentemente solicitado a Gorinchteyn, durante um evento em São José dos Campos, um maior apoio financeiro à Santa Casa de Lorena e que na oportunidade o secretário estadual afirmou que encaminharia R$ 3 milhões ao Município.

Em nota oficial, a Santa Casa de Lorena informou que o recurso será aplicado no aprimoramento dos serviços de saúde e humanização do hospital. A entidade ressaltou que a unidade é referência de atendimento para diversos municípios do Vale Histórico e “por isso, a verba é imprescindível para manter o nível de qualidade e aumentar a quantidade de pessoas atendidas, elevando cada vez mais a excelência nos serviços prestados à população (trecho da nota)”.

Em matéria publicada pelo Jornal Atos, no último dia 17, o superintendente da Santa Casa de Lorena, Dario Costa, afirmou que em busca de equilibrar as contas do hospital tem cobrado da DRS (Diretoria Regional de Saúde) e do Estado um aumento de repasses, o que amenizaria o impacto financeiro gerado pela alta demanda de atendimentos de pacientes de outras cidades da região.  Na oportunidade, o superintendente revelou ainda que a Santa Casa possuía pendências com sua equipe médica e fornecedores de insumos hospitalares.

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?