Câmara de Lorena aprova reajuste de 10,16% sobre o subsídio dos secretários

Valor era fixado desde 2014 e seguiu a variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor; servidores tiveram aumento em 11% no começo do mês

Entrada da Prefeitura de Lorena; secretários municipais têm reajuste salarial baseado no INPC (Foto: Rafaela Lourenço)

Gabriel Mota
Lorena

Os vereadores de Lorena aprovaram o reajuste de subsídio dos secretários municipais durante sessão de Câmara na última segunda-feira (21). A Prefeitura justificou o aumento de cerca de 10% sobre os valores recebidos pelos agentes políticos baseados no INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor).

O projeto de lei assinado pelo prefeito Sylvio Ballerini (PSDB) frisa que desde 2014, com a lei municipal 3.681 de 17 de dezembro, não houve reajuste, com valores foram fixados em R$ 8,9 mil.

Seguindo o INPC, que apontou uma inflação acumulada de 10,16% nos 12 meses de 2021, o Executivo propôs a alteração no valor dos vencimentos para R$ 9.804,24 com a retroação da aprovação para 1 de fevereiro.

O projeto foi aprovado de forma unânime pelos parlamentares. Mauro Fradique (MDB), líder do governo na Câmara, afirmou que não se trata de um aumento para os secretários municipais, destacando o período em que o subsídio está fixado. “Não existe aumento salarial e sim a inflação sobre o subsídio dos servidores, nesse caso, os secretários da Prefeitura de Lorena”.

o presidente da Câmara, Fábio Longuinho (PSD), também defendeu o reajuste pelo fato de não ser possível o exercício de outra atividade econômica por parte dos secretários. “Muita das vezes, em determinadas secretarias mais específicas, se perde na qualidade dessa mão de obra em virtude de o subsídio desse agente político não ser um subsídio a comparação de grandes empresas”.

Ainda neste mês, a Câmara aprovou o aumento salarial de 11% dos servidores do Executivo, contemplando efetivos, comissionados, das autarquias, do quadro de magistério e extensivo aos proventos da inatividade e às pensões. Neste caso, a alteração também considerou o INPC, mas superou em 0,84% o índice de inflação.

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?