Câmara aprova readequação salarial para servidores municipais de Lorena

Ajustes de última hora garantiu atendimento a 100% do funcionalismo; aumento médio de R$ 500 tem implantação definida na folha de dezembro

Servidores durante serviço de limpeza urbana em Lorena; setor deve receber aumento salarial com aprovação da Câmara (Foto: Thamiris Silva)

Andréa Moroni
Lorena

A Câmara de Lorena aprovou, por unanimidade, na última quarta-feira (16), um projeto de lei complementar, enviado pelo Executivo, para a readequação salarial dos servidores públicos municipais. O texto foi aprovado em duas discussões e votações e agora segue para a sanção do prefeito Sylvio Ballerini (PSDB).

Segundo o presidente da Câmara, Fábio Longuinho (PSD), o projeto enviado pelo prefeito atendia cerca de 90% do funcionalismo, mas passou por alterações pelas mãos do próprio Executivo, após pedidos de vereadores. O novo texto foi atualizado para atender os 10% restantes. “Nós recebemos algumas categorias na Câmara, que pleiteavam um reajuste maior, como os agentes de trânsito, guarda civil, guarda civil classe 2, salva vidas e professores. Nós enviamos esses pedidos ao prefeito para que todas as categorias fossem atendidas”.

Na sexta-feira (11), os vereadores Marcelo Alvarenga (PSD) e Wanessa Andréa (Cidadania) estiveram na Prefeitura para analisar, junto aos setores envolvidos, a possibilidade de readequação para essas outras categorias. “Os vereadores se reuniram com os setores financeiro e recursos humanos para definir a elaboração das emendas necessárias”, explicou Longuinho.

O vereador informou que o prefeito Sylvinho enviou as emendas e o projeto ficou completo. “Com as emendas necessárias, o projeto pode ser votado. O reajuste médio para as categorias gira em torno dos R$ 500,00. E é retroativo a 1º de novembro, o que permite a prefeitura a acrescentar o aumento na folha de dezembro”.

Cerca de 2,5 mil funcionários serão beneficiados pelo projeto de lei do Executivo, que tem como objetivo corrigir a atual defasagem e disparidade salarial, beneficiando principalmente aqueles que têm salários mais baixos.
“Há oito meses trabalhamos nesse projeto e agora vamos conseguir corrigir essa defasagem salarial entre os nossos funcionários”, afirmou o prefeito.

Ballerini ressaltou ainda que isso só está sendo possível, graças à gestão que lida com responsabilidade com o dinheiro público. “Nossa proposta é proporcionar uma situação melhor de vida para os servidores e suas famílias. E isso vai trazer benefícios para a economia da nossa cidade, porque esses valores a mais vão ser gastos aqui, no nosso comércio e nossos serviços”, completou.

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?