Saúde lança aplicativo “AVISAGuará” para monitoramento de novos casos de Covid-19

Software permite que a população cadastre sintomas e receba orientações de acompanhamento; investimento de R$ 196 mil promete qualificar atendimento na cidade, que já vacinou 97 mil pessoas

Interface do aplicativo, que Guará lançou para monitoramento da Covid-19 (Foto: Fabiana Cugolo)

Fabiana Cugolo
Guaratinguetá

Durante coletiva de imprensa na última terça-feira (27), na secretaria de Saúde, Guaratinguetá lançou um aplicativo para monitoramento da Covid-19 no munícipio. O “AVISAGuará” tem como principal função registrar sintomas e alertar sobre uma possível infecção pela Covid-19.

Com versões para smartphones e desktop (computador pessoal), a ferramenta apresenta na tela inicial opções para avaliar e monitorar cada caso e cadastrar os sintomas. Após o cadastro, um alerta é exibido, indicando o caso, como leve, moderado ou grave. Com o alerta, pode ser recomendado o isolamento domiciliar ou a procura por uma unidade de saúde.

O morador poderá atualizar seus sintomas ao decorrer dos dias. O registro é direcionado para o sistema da unidade de saúde mais próxima de seu endereço e para o Hospital de Campanha, para que assim os profissionais possam acompanhar o paciente e, em caso de necessidade, entrar em contato para reforçar as recomendações.

Outras funções do app incluem o boletim diário da Covid-19, locais de vacinação e informações sobre cuidados para evitar o contágio. “Fizemos uma licitação para que o monitoramento fosse feito por meio de aplicativo, para que a população não precise ligar aqui na secretaria de Saúde. E para melhorar também para as unidades, porque isso facilita, uma vez que o app emite relatórios, e é mais fácil pra unidade poder controlar seus pacientes e para o pessoal que fica aqui na secretaria”, explicou a secretária de Saúde, Maristela Macedo, que apresentou a plataforma junto ao proprietário da UniverSaúde (empresa que desenvolveu o app), Érico Vasconcelos.

Maristela destacou que os profissionais de saúde já foram treinados para receber os dados pelo novo software. Na secretaria, a responsável pela coordenação de atenção básica de saúde, Ana Paula Oliveira, será a interlocutora junto a UniverSaúde.

No ano passado, o Governo Federal repassou verbas às cidades para que fossem utilizadas especificamente no monitoramento da pandemia. Cada munícipio poderia optar por qual meio realizaria a ação. Guaratinguetá escolheu a criação do aplicativo.

Segundo a pasta da Saúde e a empresa, o custo do desenvolvimento da aplicação foi de R$ 196 mil, já pago no ano de 2020, em três parcelas divididas entre os meses de setembro, outubro e novembro. No pós-pandemia, a Prefeitura projeta utilizar o app para o monitoramento de outras doenças, como, diabetes e hipertensão.

A Saúde informou que mais de 97 mil pessoas já foram vacinadas no somatório de primeiras e segundas doses. Guaratinguetá espera a chegada de um novo lote de vacinas nesta quarta-feira (28). A expectativa da cidade é de que na próxima quarta-feira (4), o público de 18 anos, última faixa etária no grupo de adultos, seja convocada para vacinação. Após essa etapa, o Munícipio aguarda liberação do Governo Federal para iniciar a imunização de adolescentes de 12 a 17 anos.

Boletim Covid-19 – Segundo o último Boletim Epidemiológico publicado pela Prefeitura na quinta-feira (29), o número de internações pelo novo coronavírus na cidade, somando SUS (Sistema Único de Saúde), particulares e convênios é de 15% na enfermaria e 50% em UTI (Unidade de Tratamento Intensivo). Somente SUS são 20% na enfermaria e 52% em UTI. Guará já registrou 13.700 casos de Covid-19, com 10.468 recuperados e 300 óbitos.

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?