Operação Mão de Aço detém criminosos e apreende armas e mais de 3 kg de drogas na região

Ação integrada das polícias Militar e Civil conta com apoio de canil, cavalaria e helicóptero Águia; câmeras do COI auxiliam prisões em Lorena

Drogas apreendidas na última quinta-feira durante a Mão de Aço; ação em três cidades (Foto: Divulgação PM)

Rafaela Lourenço
RMVale

A Polícia Militar e a Polícia Civil realizaram uma operação na última quinta-feira (12), com foco no tráfico de drogas em cidades como Lorena, Guaratinguetá e Potim. Intitulada Operação Mão de Aço, o trabalho foi concluído com mandados de busca a criminosos, captura de procurado pela Justiça e apreensões de mais de três quilos de drogas, armamento, munições e animais silvestres.

A ação, que teve início na madrugada de quarta para quinta-feira, contou com o apoio da Força Tática, Rocam (Ronda Ostensiva com Apoio de Motocicletas), do 3ºBaep (Batalhão de Ações Especiais), BAVPM de SJC (Base de Aviação de São José dos Campos – helicóptero Águia da PM), Polícia Ambiental e Polícia Técnico Científica.

De acordo com o comandante do 23º BPMI (Batalhão da Polícia Militar do Interior), o tenente coronel Marcos Antônio de Oliveira, em Lorena foram cumpridos mandados de busca e apreensão nos bairros Cecap, Cidade Industrial, Parque das Rodovias, Bairro da Cruz e Cabelinha. Já em Guaratinguetá, os agentes da segurança pública, inclusive com cavalaria passaram pelo Santa Monica, Flamboyant e Santa Luzia e em Potim, mandados também no Vila São Pedro e Centro.

Além de 3,897 kg de drogas, três armas de fogo e 18 munições foram apreendidas (Foto: Divulgação PM)

O departamento de Comunicação da PM divulgou os resultados dos flagrantes: três armas de fogo apreendidas (um revólver calibre 32, uma espingarda calibre 28 e um revólver calibre 357), dois celulares, 3,897 kg de drogas entre maconha, crack e cocaína, 18 munições (calibres 28, 32, 38 e .40), além de R$ 1.896 em espécie com traficantes e dois pássaros. As aves foram encaminhadas ao Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis).

Haviam sido cumpridos também 18 mandados de busca e apreensão, três criminosos foram presos, um procurado capturado e um adolescente apreendido. “A execução de um tipo de policiamento, que ele tem não só o seu aspecto repressivo imediato, que seria o cumprimento de mandatos, mas também a questão da prevenção”, salientou Oliveira ao citar que desde o dia 25 de abril, a PM tem realizado ações integradas ao Baep, diariamente.

Em paralelo às investigações dos últimos homicídios praticados na região, a Polícia Técnico Científica colheu material genético para auxiliar os trabalhos de identificação dos autores.

Além do trabalho ostensivo, o coronel destacou também a necessidade de políticas públicas eficazes no esporte, cultura e educação para uma melhor base às crianças e adolescentes, com mais oportunidades e formações, além das denúncias pelo disque 181 ou o telefone de emergência 190, da PM.

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?