Feirão amplia parcelamento de dívidas de contribuintes inadimplentes com a Saeg

Proposta da autarquia de Guará é renegociar débitos em dezembro; fornecimento de água de inadimplentes passa a ser cortado em janeiro

Contas de água em Guará em atraso podem ser parceladas com o feirão da Saeg; medida antecede novos cortes (Foto: Arquivo Atos)

Leandro Oliveira
Guaratinguetá 

Antes de retomar o corte no fornecimento de água dos contribuintes inadimplentes em Guaratinguetá, a Saeg (Companhia de Água, Esgoto e Resíduos) mantém até o próximo dia 17 um feirão para renegociar pagamentos dos débitos existentes dos clientes. A proposta é ampliar e facilitar as condições de pagamentos ainda neste mês, para evitar que a água seja cortada em janeiro.

A renegociação se divide em três categorias. Na primeira delas, os usuários com dívidas somadas em até R$ 1,5 mil, podem parcelar em 24 vezes e devem efetuar o pagamento mínimo de uma prestação de entrada. Quem tem débitos entre R$ 1,5 mil e R$ 3 mil, pode dividir em 36 vezes. Usuários com contas acima dos R$ 3 mi devem parcelar em 48 vezes, com entrada de 10% do valor total da dívida.

O feirão atende as pessoas que ainda não fizeram negociações e também as famílias que já negociaram seus débitos e buscam uma forma mais fácil e com condições ampliadas para pagamentos. “Quem já tem parcelamento pode procurar a Saeg e fazer um reparcelamento. Só não estamos fazendo, inclusive tem nos cartazes, parcelamento de quem já tem dívidas judicializadas. Se você tinha uma dúvida e o departamento jurídico entrou com ação judicial, nós não iremos fazer o parcelamento”, explicou o diretor comercial da companhia, Saluar Magni.

Para os casos de dívidas judicializadas, o consumidor deve procurar o departamento jurídico da Companhia para elaboração de um acordo que vai constar o parcelamento da dívida, além dos honorários advocatícios, já que houve abertura de uma ação judicial. “Você pode ter o nome judicializado, negativado e ter o corte da água”, detalhou.

A Saeg tem um valor de cerca de R$ 4 milhões de débitos abertos de contribuintes. Os débitos variam de acordo com cada residência e classe social, e segundo Magni, houveram negociações feitas de dívidas acima dos R$ 100 mil. O corte no fornecimento de água dos inadimplentes sem renegociação começa em janeiro de 2022.

As negociações são feitas exclusivamente presencialmente, na sede do departamento comercial, que fica na rua Rafael Brotero, nº 63, no Centro de Guaratinguetá. Os consumidores devem levar as contas em atraso, documento de identidade, CPF e em caso de a conta estar no nome de outra pessoa, basta levar uma procuração assinada pelo titular da conta.

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?