Cruzeiro implanta Ronda Escolar para ampliar segurança na rede municipal

Ação preventiva é realizada pela Guarda Civil; corporação aguarda aval federal para atuar armada

Ronda escolar em Cruzeiro, que foi implementada com o intuito de inibir possíveis furtos; ação preventiva é realizada pela Guarda Civil (Foto: Divulgação PMC)

Lucas Barbosa
Cruzeiro

Na tentativa de garantir mais segurança aos quase sete mil alunos matriculados na rede pública de ensino, a Prefeitura de Cruzeiro iniciou, na última segunda-feira (21), o programa Ronda Escolar. Anteriormente realizada apenas pela Polícia Militar, a ação de patrulhamento preventivo na porta das escolas passou a contar com o reforço da GCM (Guarda Civil Municipal).

De acordo com a secretaria de Segurança Pública de Cruzeiro, as equipes da GCM estão acompanhando a entrada e a saída dos estudantes de 29 escolas públicas, distribuídas por diversos bairros da cidade. Além de brigas e crimes violentos, a presença dos profissionais busca inibir possíveis furtos e assaltos próximos às unidades de ensino.

O secretário de Segurança Pública, José Antônio de Paiva, revelou detalhes sobre o funcionamento da Ronda Escolar. “Apesar de abranger todos os colégios públicos, essa ação preventiva ocorrerá de forma mais intensificada em algumas escolas específicas, apontadas como mais críticas por um estudo da secretaria de Educação. Mesmo não registrando incidentes graves no ano passado, decidimos implantar a Ronda Escolar em 2022 para garantir que as crianças e adolescentes tenham ainda mais tranquilidade para frequentarem as aulas”.

Paiva destacou que a GCM vive um momento de reformulação, já que os agentes se preparam para em breve começarem a atuar armados. Por meio de um convênio firmado no fim de fevereiro, entre Cruzeiro e a Prefeitura de São José dos Campos, a equipe está recebendo treinamento de manuseio de armas de fogo. A expectativa é que a Polícia Federal autorize o início da operação da GCM armada no começo do segundo semestre deste ano.

O chefe da pasta revelou ainda outras duas novidades relacionadas à atuação da força de segurança municipal. “A GCM iniciará na próxima semana o trabalho de patrulha dos principais pontos da zona rural, utilizando duas caminhonetes recentemente entregues pelo Estado. Outra melhoria para a corporação será a ampliação de sua equipe, já que em breve começarão a atuar os novos agentes que foram aprovados no último concurso público. O efetivo da GCM poderá passar de 57 para até 70 profissionais”.

Segundo o Executivo, a reestruturação da GCM e sua atuação armada é uma das apostas municipais para contribuir com os trabalhos das polícias Civil e Militar no combate à criminalidade na cidade, que desde o ano passado enfrenta uma onde de assassinatos. Com 42 moradores mortos, o município foi o terceiro com mais casos na RMVale (Região Metropolitana do Vale do Paraíba e Litoral Norte) em 2021.

De acordo com investigações da Polícia Civil, o número expressivo de assassinatos foi motivado por um conflito entre quadrilhas rivais. Os grupos criminosos são divididos por bairros, como Itagaçaba, Vila Batista, Vila Loyelo e Vila Romana.

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?