Cruzeiro avança em processo de concessão de bolsas de estudos para universitários

Cerca de trezentos inscritos concorrem a 150 vagas; ação tenta impulsionar formação acadêmica e reequilíbrio financeiro de autarquia

Campos da Escola Superior de Cruzeiro; parceria entre executivo e legislativo oferecem 150 bolsas (Foto: Reprodução Escesefic)

Lucas Barbosa
Cruzeiro

A Prefeitura de Cruzeiro confirmou, na última segunda-feira (25), que divulgará no início de agosto a lista dos 150 candidatos que serão contemplados com bolsas de estudos na ESC (Escola Superior de Cruzeiro). Com um investimento municipal anual de R$ 1.744 milhão, a iniciativa tenta contribuir para que adultos de baixa renda conquistem o diploma universitário.

Com o edital publicado no último dia 20, o programa municipal de concessão de bolsas contou com a inscrição de cerca de trezentos candidatos até o último domingo (24). De acordo com o Executivo, os concorrentes, que acertaram ao menos 40% das questões do vestibular do segundo semestre da ESC, deverão entregar até o próximo dia 4 uma extensa relação de documentos pessoais e familiares, que pode ser conferida no edital disponível no site: escesefic.com.br.

Simultaneamente ao processo de checagem da documentação dos inscritos, a Prefeitura os convocará para a fase de entrevistas com uma comissão avaliadora. Já a lista dos vencedores será divulgada pela atual gestão municipal no próximo dia 8.

Aprovado pela Câmara em 27 de junho, o projeto do Executivo determina que as 150 bolsas se dividem pelos cursos de educação física (25 vagas no período noturno e 25 no matutino), enfermagem (cinquenta vagas no período noturno) e de fisioterapia (cinquenta vagas no período noturno).

O procedimento de escolha dos ganhadores seguirá uma série de critérios de pontuação estabelecida pelo edital. Enquanto os moradores de Cruzeiro terão direito a dez pontos na disputa, os candidatos de cidades vizinhas (Cachoeira Paulista, Lavrinhas, Silveiras e Passa Quatro -MG) receberão cinco pontos e os de outros municípios três pontos. Os outros dois principais parâmetros são a comprovação de baixa renda familiar (dez pontos) e apresentação do número de inscrição em programa social destinado para famílias carentes (dez pontos).

Além de destacar que a iniciativa municipal busca ajudar homens e mulheres de baixa renda a terem acesso ao ensino superior, o secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Luiz Gustavo Rodrigues, revelou que outro objetivo da ação é dar suporte financeiro à autarquia, que vem enfrentando dificuldades financeiras. “O pagamento das bolsas auxiliará no fluxo de caixa da instituição, na garantia da presença de alunos no campus e na consolidação dos cursos. Além de incentivar a formação acadêmica profissional, esse processo irá impactar diretamente no desenvolvimento institucional da ESC, já que os bolsistas poderão atuar em unidades do município, prestando serviços para a comunidade (estágio), sejam em atividades esportivas ou mesmo em atendimentos em unidades de saúde, respeitando sempre as normas legais de cada curso”.

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?