Ponte na estrada rural é interditada em Cachoeira Paulista

Mesmo com início da ação de reparo envolvendo empresas e Prefeitura, não há previsão de liberação do trecho

Trabalho da Prefeitura para a liberação na estrada rural de Cachoeira, que segue interditada sem prazo para retorno (Foto: Gabriel Mota)

Gabriel Mota
Cachoeira Paulista 

Como consequência das constantes chuvas das últimas semanas, uma ponte na estrada municipal do Dourado, na zona rural de Cachoeira Paulista, cedeu na manhã da última segunda-feira (10) e está interditada. Ainda não há previsão de liberação do trecho e a única alternativa de acessar o outro lado da ponte é passando por Lorena. 

Os trabalhos para o reparo da ponte tiveram início ainda no começo da tarde de segunda-feira. A ação envolve, além da Prefeitura, funcionários, maquinário e materiais das empresas VSA (Vale Soluções Ambientais) e Porto de Areia Modelo, situadas às margens da estrada que, segundo o secretário de Infraestrutura e Obras do Município, Vinícius Ferreira, ajudam “por conta própria, não gerando custo nenhum para o Município”.

O responsável pela pasta afirmou que não é possível prever um prazo para a liberação do trecho pois é necessária uma análise estrutural para identificar a origem do problema e fazer o reparo. Para que a reforma ocorra com agilidade, a equipe conta com a diminuição do volume de chuva.
“Primeiramente, a gente está abrindo para ver a situação no geral, mas creio que, com a ajuda também das empresas, a gente consiga estar dando o retorno da estrada o quanto antes para o pessoal”, completou Ferreira. 

A estrada é frequentemente utilizada por veículos pesados, principalmente por conta das empresas ali instaladas, como as que ajudam no reparo da via. Há ainda, de acordo com o secretário de Segurança, Trânsito e Transportes do Município, Alexandre Pereira, moradores que utilizam o trecho com veículos de passeio para acessar sítios de veraneio. 

Por não haver estradas nas proximidades, a única alternativa para alcançar o outro lado da ponte é retornando pela rodovia Oswaldo Ortiz Monteiro, passando por Canas, até chegar à BR-459, em Lorena, onde o motorista seguirá até a estrada do Campinho (acesso à Área 1 da EEL-USP, a Escola de Engenharia de Lorena), chegando ao lado oposto da estrada do Dourado.

Embora essa seja a única via interditada em Cachoeira Paulista, Pereira afirmou que o grande volume de chuva prejudicou toda a malha de estradas rurais do município, dificultando a passagem dos veículos. “Nesse momento, a gente consegue atender a alguns pontos por conta de material, mas se a gente colocar uma máquina hoje, eu pioro mais a situação e acabo deixando a estrada intransitável. Então nós temos que esperar um período de estiagem para iniciar os trabalhos”.

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?