Santa Casa de Aparecida cancela cirurgias eletivas após aumento de internações por Covid-19

Hospital conta com 50% de ocupação de leitos e reformula atendimento em outros setores; unidade é referência também para pacientes de Potim e Roseira

Santa Casa de Aparecida, que registou aumento de casos da Covid-19 e cancela cirurgias eletivas (Foto: Marcelo A. dos Santos)

Marcelo Augusto dos Santos

Aparecida

 

A Santa Casa de Aparecida suspendeu as cirurgias eletivas na última segunda-feira (24), após um aumento significativo de internações de pacientes com suspeita e diagnosticada com o novo coronavírus. Além do próprio município, o hospital é referência para os moradores de Potim e Roseira.

As cirurgias eletivas focam o paciente com patologia que não requer urgência. De acordo com o administrador da unidade, Frei Bartolomeu Schultz, atualmente o hospital conta com dez pacientes internados, o que representa 50% de ocupação.

“Desde dezembro a gente vem percebendo um aumento significativo de casos de Covid-19 na região e não seria diferente aqui em Aparecida, Roseira e Potim. Paralelo a isso, começamos a perceber um número de pessoas precisando de internação, não com casos graves, mas precisando de internação para o uso de antibióticos”, explicou o administrador.

Ainda segundo Schultz, a decisão foi tomada após uma conversa com o DRS (Departamento Regional de Saúde) de Taubaté. “Optamos em cancelar as cirurgias eletivas, para que a gente tivesse leitos disponíveis para atender a demanda de pacientes internados”, completou.

O hospital realiza cirurgias nas especialidades como clínico geral, ortopedia, ginecologia, vascular, otorrino e oftalmologia. Segundo dados do hospital, cerca de mil pessoas estão aguardando para serem atendidas. Questionado sobre quando essas pessoas seriam atendidas, o administrador informou que não há previsão.

“A proposta do Estado é de que a gente vai aguardar como a Covid-19 vai evoluir e se houver uma redução de casos ainda neste primeiro semestre, a gente retoma, porém, vai depender mesmo da questão da evolução da doença”.

Novas medidas – Com aumento de casos, a Santa Casa tomou medidas para evitar a propagação da doença na unidade, como a proibição de visita aos pacientes internados na UTI (Unidade de Tratamento Intensivo), a troca de acompanhantes, que será realizada somente às 7h e 19h e liberação de visita na clínica médica somente de uma pessoa, no horário das 15h às 15h30.

O hospital informou ainda, que todos os dias informará aos familiares por telefone as condições dos internados na UTI.

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?