Catadores de recicláveis cobram Prefeitura de Aparecida pela volta da coleta seletiva

Depois de mais de um ano interrompido, Município projeta retorno dos trabalhos em até 15 dias

Recicláveis descartados; sem coleta seletiva o lixo de Aparecida vai todo para aterro sanitário (Foto: Arquivo Atos)

Andréa Moroni
Aparecida

Os catadores de recicláveis de Aparecida estão cobrando da Prefeitura a volta da coleta seletiva, que está parada há mais de um ano. Segundo a presidente da Cooperativa Anjos da Limpeza, que fica no bairro Perpétuo Socorro, Kátia Santos, cerca de dez famílias estão sendo afetadas com a paralisação do serviço.

Kátia explicou que sem a coleta, o lixo reciclável vai para o aterro sanitário em Cachoeira Paulista. “Muito triste falar isso, mas hoje estamos pagando para enterrar os recicláveis no aterro sanitário”.

A coleta do lixo é de responsabilidade do Saae (Serviço Autônomo de Água e Esgoto).

Nas administrações passadas, segundo Kátia, a cooperativa arrecadava de 10 a 15 toneladas mês. “E agora só estamos coletando de 4 a 5 toneladas de dois em dois meses. Só não fechamos a cooperativa porque nós fazemos a nossa coleta e fazemos a venda. Retirando os gastos, que temos com água, luz e Diesel ainda sobra R$ 600 para cada um”.

A presidente da Cooperativa reclamou da falta de apoio da atual gestão. “Hoje, com essa administração, estamos sentindo na pele a falta de apoio em todos os sentidos. É uma falta de consideração para com o nosso trabalho, que só traz benefícios para todos, principalmente para o poder público que só ganha com o nosso trabalho”.

Prefeitura – Aparecida informou que deve retomar a coleta seletiva dentro de 15 dias. A secretaria do Meio Ambiente ficará responsável pelo trabalho.

Segundo o secretário Nelson de Souza, o município será dividido em duas regiões e cada bairro será atendido pela coleta seletiva uma vez por semana. A secretaria já possui um caminhão para a coleta seletiva e nos próximos dias será feita a divulgação do cronograma e os horários de cada bairro.

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?