Para driblar desemprego, região investe em oficinas e cursos profissionalizantes

‘Nosso Bairro’ busca colaborar para geração de renda em Pinda; Cachoeira oferece trinta vagas para artesanato

Participante do curso de pintura em Cachoeira; região aposta na qualificação para driblar desemprego (Assessoria)
Participante do curso de pintura em Cachoeira; região aposta na qualificação para driblar desemprego (Assessoria)

Lucas Barbosa
Regional

Com o aumento do desemprego no País, motivado pela crise econômica, municípios da região vem buscando oferecer alternativas para que desempregados busquem um ‘lugar ao sol’ no mercado. Pindamonhangaba, Cachoeira Paulista e Lorena apostam no oferecimento de oficinas profissionalizantes para tentar contribuir para novas formas de geração de renda.
De acordo com um levantamento do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), o País atualmente possui uma taxa de desemprego de 10,9%. Para alarmar a situação, a OIT (Organização Internacional do Trabalho) projeta um aumento em 2,4 milhões no número de desempregados nas economias emergentes de 2016.
Para tentar colaborar para que os moradores que perderam o emprego consigam uma recolocação profissional ou virarem empreendedores, municípios da região oferecem oficinas e cursos profissionalizantes.
Em Pindamonhangaba, o Fundo Social da Solidariedade oferece diversos cursos profissionalizantes à população. Na última semana foram abertos cursos para garçom, camareira e cuidador de idosos. Ao todo, as turmas possuem 65 alunos e as aulas são realizadas no SOS do Centro. De acordo com a programação, novas turmas serão abertas em junho.
O município também conta com o projeto ‘Nosso Bairro’, que conta com oficinas de artesanato. Foram montadas tendas nos bairros no Mombaça e João de Barro, localizado próximo ao Santa Cecília. As inscrições serão abertas na tarde das próximas sexta e sábado.
Nos locais, a Prefeitura oferece oficinas dos seguintes artesanatos: bonecas de pano, patchwork embutido, tapetes com lycra, decorações para festas, crochê, pintura em tecido e chinelos decorados.
De acordo com o secretário de Governo e Integração, Francisco Noberto, o Executivo vem buscando todas as formas possíveis para auxiliar os moradores que perderam o emprego a conseguir uma nova geração de renda. “Sabemos que a atual situação econômica do País vem contribuindo para o fechamento de um número expressivo de postos de trabalho. Além de cursos profissionalizantes, essas oficinas, que fazem parte do ‘Nosso Bairro’, tem como objetivo apresentar aos moradores uma nova forma de gerar renda ou complementar a já existente. A procura tem sido significativa, e a nossa meta é sempre buscar oferecer ferramentas que colaboram profissionalmente com os moradores”.
Cachoeira – O Cras (Centro de Referência da Assistência Social) de Cachoeira Paulista disponibiliza atualmente trinta vagas para oficinas de patch apliquê, confecção de bonecas, manicure, pintura em tecido, bordado em vagonite e ponto reto. Os cursos têm duração de três meses, e após a conclusão, os alunos recebem um certificado que auxiliará em futuras oportunidades de contratação, ou até mesmo trabalhos autônomos.

Compartilhar é se importar!

2 comentários em “Para driblar desemprego, região investe em oficinas e cursos profissionalizantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

× Como posso te ajudar?