Pinda discute criação de Estacionamento Rotativo Inteligente

Ação debatida pela secretaria de Tecnologia, Inovação e Projetos e o Conselho Municipal Gestor de Parcerias Público-Privadas aposta em tecnologias para qualificar ações de mobilidade urbana

Ricardo Piorino, vice-prefeito de Pinda, em reunião que tratou sobre a adoção de estacionamento inteligente (Foto: Reprodução PMP)

Bruna Silva
Pindamonhangaba

Colhendo os frutos do planejamento que transformou Pindamonhangaba em uma “cidade inteligente” (além dela, somente São José dos Campos tem esse título no Brasil), a Prefeitura tem avançado na proposta para o Estacionamento Rotativo Inteligente e Mobiliário Inteligente. A proposta é tema de reuniões entre a secretaria de Tecnologia Inovação e Projetos da Prefeitura e o Conselho Municipal Gestor de Parcerias Público-Privadas, com direito à audiência pública, para receber ideias e solicitações da população.

Entre as novidades do projeto, a criação de um estacionamento rotativo com segurança e inteligência a implantação de abrigos de ônibus com câmera de segurança, WI-FI, display LCD com propaganda, mobiliário padrão europeu, LCD com integração com todos os sistemas de transporte e atendimentos da Prefeitura. De acordo com os responsáveis pelo novo modelo, a arrecadação do financiamento irá financiar novos mobiliários urbanos e abrigos com tecnologia e conforto aos moradores. A reunião contou com a presença do vice-prefeito, Ricardo Piorino (PL), do responsável pela pasta, Danilo Velloso e o secretário de Finanças e Orçamento, Claudio Fonseca.

Segundo o Município, em quase dez anos, a cidade elevou em 55% a frotad de automóveis e atualmente conta com aproximadamente cem mil veículos. Dessa forma, a rotatividade e democratização do acesso às vagas do estacionamento é necessária, com foco no fortalecimento da região central e comercial. O projeto alia também a modernização dos pontos de ônibus.

“Hoje, os ‘abrigos-amigo’, como estão sendo chamados, com tecnologia para comodidade e segurança, são necessários para melhor serviço ao cidadão. Pessoas poderão ficar sozinhas com acompanhamento remoto, podendo inclusive solicitar ajuda. A inteligência está na tecnologia empregada, mas principalmente no modelo de operação, fazendo com que o modelo se sustente economicamente sem onerar os cofres públicos, uma iniciativa sem similar no país”, comentou o secretário de Tecnologia, Inovação e Projetos, Danilo Velloso.

O Município se prepara ainda para o lançamento do processo licitatório nessa parceria público-privada que busca transformar a mobilidade urbana de Pinda.

Compartilhar é se importar!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?