Unifatea divulga data de inauguração de Clínica-escola em Lorena

Unidade conta com especialistas nas áreas de estomaterapia e farmácia-clínica; moradores da região receberão atendimento gratuito

Receção na Clinica-Escola, que já atende no Uniftea em Lorena (Foto: Reprodução Unifatea)

Da Redação
Lorena

Um dos mais tradicionais estabelecimentos de ensino superior da região, o Unifatea (Centro Universitário Teresa D’Ávila) inaugura na próxima semana a Clínica-escola Irmã Irene Augusto. A unidade é destinada ao atendimento gratuito de pacientes que necessitam de acompanhamento nas áreas de estomaterapia e farmácia-clínica.

Em nota oficial emitida na última quarta-feira (23), a direção do Unifatea revelou que a cerimônia de inauguração da clínica-escola, que fica na rua Joaquim de Azevedo Figueira no bairro Vila Zélia, será realizada a partir das 19h do próximo dia 31. Além de estudantes e docentes da instituição de ensino superior, o evento deve contar com as presenças de diversas autoridades municipais.

O Instituto Santa Teresa, entidade mantenedora do Unifatea, desde 2003 oferece aos moradores da região atendimento nas áreas de estomaterapia, destinada a prevenir a perda da integridade da pele através do tratamento de estomia (orifícios criados por intervenção cirúrgica) e de feridas agudas e crônicas, e da farmácia-clínica, que define os medicamentos e a maneira adequada de usá-los durante o tratamento do paciente. Os serviços eram prestados no Espaço Saúde, comandado por docentes do curso de Enfermagem, que funcionava em um imóvel próximo ao Unifatea. A unidade, que terá seus serviços transferidos para a Clínica-escola Irmã Irene Augusto, é a única referência especializada em estomaterapia e farmácia-clínica no Vale do Paraíba. Em duas décadas de atuação, ela realizou cerca de quarenta mil atendimentos de moradores de Lorena, Aparecida, Guaratinguetá, Potim, Roseira, Cachoeira Paulista, Canas, Piquete, Lagoinha, Cunha, Silveiras e até de Sorocaba e da capital paulista.

A coordenadora do curso de Enfermagem do Unifatea, Ana Beatriz Morita, explicou detalhes da estomaterapia e apontou os casos em que ela é indicada. “O cuidado com as estomias trata-se do processo de curativos especializados que progridem sua cicatrização em até 80% do tempo de cicatrização em cuidados normais dos atendidos. Entre eles estão: lesão vascular, lesão arterial, lesão mista, pé diabético, amputações, skin tears, incisões cirúrgicas, dermatites, incontinência fecal e urinária, entre outras”.

Já o coordenador do curso de Farmácia do Unifatea, Bruno Guedes, destacou que o atendimento na área da farmácia-clínica busca auxiliar na administração correta dos medicamentos ingeridos pelos pacientes. “É comum que o idoso se confunda com a medicação prescrita. Muitas vezes os horários e os nomes dos remédios anulam a eficácia uns dos outros, quando não administrados da forma correta. Nosso objetivo é fazer esse acompanhamento junto aos pacientes da clínica, possibilitando a melhoria do processo contínuo dos atendidos”.

Além dos atendimentos e pesquisas relacionadas às áreas da estomaterapia e farmácia-clínica, a direção da Clínica-escola Irmã Irene Augusto projeta passar a oferecer serviços gerais de enfermagem e de estética e cosmética, assistência integral a gestantes e puérperas (mulheres que deram à luz recentemente), assistência na reabilitação de mastectomizada (mulheres que retiraram a mama devido ao tratamento de câncer), exames de eletrocardiograma e assistência integral à criança.

O projeto arquitetônico do prédio que abrigará a clínica-escola foi desenvolvido por docentes e alunos do curso de Arquitetura e Urbanismo do Unifatea. Moderna e sustentável, a unidade conta com sistema de energia solar e de reaproveitamento da água da chuva.

Compartilhar é se importar!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?