Lorena debate destino e cuidados com resíduos sólidos

Município cria conselho com abertura de participação popular na preservação do meio ambiente

Estudantes participam de atividades para conscientização no cuidado com meio ambiente em Lorena (Foto: Divulgação)
Estudantes participam de atividades para conscientização no cuidado com meio ambiente em Lorena (Foto: Divulgação)

Jessica Prata
Lorena

Representantes da sociedade civil, industrial e da Prefeitura de Lorena se reuniram no último dia 11 para divulgar a criação e dar início ao Conselho Municipal de Resíduos Sólidos de Lorena. A implantação do grupo segue a Lei Complementar nº 249, de 19 de dezembro de 2016, que determina que o Munícipio deverá cumprir metas ao longo de vinte anos.

A primeira reunião discutiu diretrizes para o próximo encontro, que será realizado no dia 22 de fevereiro, quando será decidida quais entidades irão compor o conselho e trabalhar com o Município na gestão dos lixos.

Também foram anunciadas fichas de inscrições para os moradores que quiserem participar dos encontros, podendo ser preenchidas presencialmente na secretaria de Meio Ambiente ou pelo site da prefeitura lorena.sp.gov.br.

O secretário de Meio Ambiente de Lorena, Willinilson Portugal, afirmou que o destino correto dos resíduos não é responsabilidade exclusiva do poder público. “Agora as entidades (sociedade civil, indústrias e Prefeitura) têm a responsabilidade de cuidar de seus resíduos, desde sua geração até o seu destino ambientalmente correto”.

Portugal ressaltou que o trabalho do conselho deve impulsionar a responsabilidade sobre os cuidados com o meio ambiente em um processo de educação ambiental na população.

Ele lembrou ainda da criação dos ecopontos em Lorena, que recolhem e dão o destino correto para pilhas alcalinas, baterias de celulares, pneus e lâmpadas fluorescentes. De acordo com o secretário, em até quarenta dias será inaugurado mais um ecoponto em parceria com a USP (Universidade de São Paulo), que recolherá eletroeletrônicos.

Os resíduos de Lorena possuem três destinos. Os urbanos são recolhidos pela empresa Eppo Saneamento Ambiental e Obras e encaminhados para a instituição credenciada a receber resíduos domésticos, a Vale Soluções Ambientais, em Cachoeira Paulista. Já os materiais recicláveis são destinados à Coocal (Cooperativa de Catadores de Lorena), com sede localizada no bairro Santo Antônio, e os entulhos vão para o Aterro de Resíduos Sólidos e Inertes, localizado no bairro Novo Horizonte.

Em fevereiro de 2017, o Jornal Atos ouviu moradores do Bairro Industrial que estavam indignados com o descarte inadequado de lixo, e afirmavam que além da falta de consciência entre os moradores, a Prefeitura não disponibilizava caçambas para que os entulhos fossem descartados corretamente. Na época, a administração municipal declarou que fazia constantes limpezas na cidade, mas que precisava do apoio da população.

Análise – Aluno da EEL-USP (Escola de Engenharia de Lorena), Rodolfo Cursino desenvolveu uma pesquisa para apontar o grau de conscientização e informação sobre os cuidados com o lixo entre alunos de ensino fundamental 2 em Lorena.

O levantamento, realizado em uma escola municipal da cidade, faz parte de um trabalho de conclusão de curso, orientado pela professora Danúbia Caporusso.

A pesquisa, que abordou adolescentes entre 14 a 17 anos, detectou que os alunos apresentam algum conhecimento sobre o assunto, mas não têm motivação para discuti-lo ou acreditam que a atual situação do lixo na cidade é irreversível.

Cursino elaborou uma proposta de gerenciamento dos resíduos sólidos da escola, com medidas de curto, médio e longo prazo, na intenção de contribuir com um melhor gerenciamento do lixo da escola e possivelmente de todo o bairro. O estudo sugere a elaboração de um plano gerenciamento de resíduos sólidos, com “ações pontuais, projetos e a introdução de conteúdo nas disciplinas, que apresentem relação com o tema, de forma lúdica e participativa (trecho do estudo apresentado)”.

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?